ECONOMIA

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

União Europeia aprovou isenção aduaneira para produtos de pesca a Cabo Verde 13 Maio 2017

A União Europeia (UE) aprovou o pedido de derrogação anual de exportação de produtos de pesca de Cabo Verde em negociação há meses, anunciou hoje (11) o ministro dos Negócios Estrangeiros, Luís Filipe Tavares.

União Europeia aprovou isenção aduaneira para produtos de pesca a Cabo Verde

"Estávamos a negociar essa derrogação e posso anunciar oficialmente que já recebemos a confirmação da UE que a derrogação foi concedida.Aguardamos apenas a publicação no jornal oficial da UE", disse o ministro, citado pela agência cabo-verdiana de notícias Inforpress.

As empresas cabo-verdianas que trabalham na área da pesca podem retomar agora a exportação dos seus produtos com isenção aduaneira. "As empresas já podem exportar normalmente", frisou Luís Filipe Tavares, sublinhando que não houve objeção de nenhum dos Estados-membros da UE à decisão.

"Todos os Estados-membros aprovaram esta derrogação que é extremamente importante para o nosso país", reforçou.

Luís Filipe Tavares disse ainda que Cabo Verde procura uma solução duradoura que deverá passar por um acordo comercial com a UE para que não seja preciso fazer anualmente os pedidos de isenção.

Os atrasos relativamente à renovação da isenção de taxas aduaneiras levaram a empresa de transformação de pescado Frescomar, da ilha de São Vicente, a entregar, em dezembro, um pré-aviso de despedimento a 301 trabalhadores.

A empresa alegou "incerteza e falta de informações", justificando a decisão com o facto de, a partir de 31 de dezembro último, poder deixar de beneficiar de isenção de taxas na exportação dos seus produtos para a União Europeia, que representa 96% do seu mercado.

Na altura, o Governo cabo-verdiano pediu à empresa que reconsiderasse a decisão, estimando para breve a renovação do regime que permite ao país exportar produtos de pesca com isenção aduaneira.

A empresa suspendeu o pré-aviso de despedimentos, com os trabalhadores a gozar férias remuneradas e depois regressaram aos seus postos de trabalho. Fonte: Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau
publicidade


Newsletter