CORREIO DAS ILHAS

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Picos: Bornefonden procura combater pobreza através da criança 31 Agosto 2007

A Bornefonden, ONG dinamarquesa estabelecida há vários anos em Cabo Verde, é uma das entidades presentes em São Salvador do Mundo. Segundo a sua responsável na vila de Achada Igreja, Carmelita Lopes, o objectivo da Bornefonden «é combater a pobreza através da criança».

Picos: Bornefonden procura combater pobreza através da criança

Educação, saúde, mutualismo e microcrédito, mas também habitação social e combate a mazelas como alcoolismo, droga e sida, são alguns dos sectores onde a Bornefonden tem vindo a actuar no sentido de ajudar a combater a pobreza em Cabo Verde. Esse «combate» é feito através da melhoria das condições de vida das crianças «apadrinhadas» e das respectivas famílias.

JPEG - 13.7 kb
Carmelita Lopes

«Há muita pobreza no concelho e isso sente-se a nível da habitação, mas também da alimentação, água, etc.», explica o conselheiro dos centros da Bornefoineden José Lino Pereira. «Na sua acção, a Bornefonden procura combater a pobreza através da criança», acrescenta Carmelita Lopes, esta responsável da ONG no concelho.

No caso de São Salvador do Mundo, desde 2003, 600 crianças foram já «apadrinhadas» pela Bornefonden. Cerca de 13 mil contos é quanto essa ONG tem vindo a investir, por ano, nos cerca de 20 localidades do município. Além de livros e outros materiais didácticos, a Bornefonden assegura o pagamento de propinas, transportes, etc., mas também o acompanhamento e o reforço escolares de certas disciplinas (por exemplo, a Matemática).

Mas a Bornefonden colabora também com outras entidades, entre elas municipais, contribuindo para a melhoria de infra-estruturas da educação, saúde, etc. É o caso do centro de saúde de Achada Igreja; para Janeiro está prevista a construção de um jardim e uma biblioteca em Jalalo Ramos; ou ainda a construção de reservatórios de água nas comunidades mais carenciadas de SSM. Isto quando se sabe que boa parte do tempo das crianças ou das suas famílias é gasto na procura desse líquido.

Ainda a nível das famílias ou das comunidades, a Bornefonden tem, outrossim, financiado actividades geradoras de rendimentos, através do microcrédito. Aqui têm sido as mulheres, sobretudo, o público-alvo dessa acção. «Entre 2005 e 2006, onze grupos, constituídos cada um por cinco mulheres, foram contemplados com algum financiamento. Desembolsámos mais de 4 mil contos», diz José Lino Pereira. «Temos também vindo a conceder crédito para a agricultura e a pecuária, no zona da bacia hidrográfica, mas também em Leitão Grande».

JPEG - 15.8 kb
José Lino Pereira

Embora reconheçam o carácter assistencialista da acção da Bornefonen, tanto José Lino Pereira como Carmelita Lopes salientam que o objectivo é evoluir, depois, para outras formas de intervenção. «Do nosso orçamento para os Picos, 35 a 40% é dedicado ao assistencialismo», reconhece. «Com o tempo temos procurado evoluir para actividades de rendimento, daí a importância do microcrédito».

E, olhando para o futuro, a Bornefonden procura neste momento garantir os estudos superiores de alunos cujas famílias estão associadas à carteira de microcrédito daquela ONG. «Através de uma convenção com a Universidade Jean-Piaget, vamos financiar a formação de jovens de Picos, Calheta, São Domingos e Santa Cruz. O projecto arranca 27 jovens, com a possibilidade de esse número evoluir para 40 no ano seguinte, e depois para 50».

«O nosso centro de atenção é a criança. Combatemos a pobreza através dela e da sua família», conclui Carmelita Lopes, que recorda que SSM é um concelho pobre, com uma elevada taxa de desemprego. Onde, por isso, «os problemas sociais são muitos, naturalmente».

Mas a Bornefonden procura, ainda, garantir outras formas de conforto e convivência entre os seus apadrinhados. É assim que decorre, neste momento, em S. Miguel, um campo de férias com jovens de vários concelhos da ilha de Santiago. Durante o evento várias iniciativas estão previstas, na certeza que depois do mesmo o campo será uma grata recordação na memória das crianças por ele abrangidas.

JVL e EJ

publicidade

100% Prático

publicidade





Mediateca
publicidade


Cap-vert

Uhau

Uhau
publicidade












publicidade













Newsletter