POLÍTICA

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Jorge Nogueira chama Primeiro-ministro de "leviano" 27 Dezembro 2012

No rescaldo das sucessivas paralisações das obras do Circular do Fogo, Jorge Nogueira chamou a imprensa esta quinta-feira, 27, para mostrar o seu desagrado e revolta. O coordenador do MpD na ilha acusou o Primeiro-ministro, José Maria Neves, de ser "leviano" e que tem enganado a população do Fogo sucessivamente com promessas eleitoralistas.

Jorge Nogueira chama Primeiro-ministro de

Para Nogueira, a paralisação da obra do anel rodoviário causa indignação e revolta a todos os foguenses. Ainda de acordo o coordenador do MpD na ilha, com os cortes expressivos em algumas obras estruturantes para a ilha, "o Governo de José Maria Neves deu mostras que o Fogo não consta das suas listas de prioridades".

Sem papas na língua, Nogueira atira: "José Maria Neves é um leviano, mentiroso e demagogo, quando diz que a culpa pela paralisação das obras do anel rodoviário não é do Governo". E vai mais longe, dizendo: "O Primeiro- ministro quer nos passar a todos foguenses um atestado de menoridade".

O coordenador ventoinha questiona ainda as razões de ainda não estarem concluídos os trabalhos quando já se gastou o dobro do orçamento e adianta que “para além dessas mentiras e incumprimentos com o projecto do anel rodoviário, o Governo não irá igualmente cumprir as outras [promessas] do Cais de Vale dos Cavaleiros e do aeroporto internacional na ilha do Fogo".

"O desenvolvimento do Fogo fica mais uma vez adiado e, enquanto isso, investimentos vão sendo feitos em alguns concelhos e ilhas onde os votos têm maior valor”, critica.

A finalizar, Nogueira deixa entender que com as revoltas e indignações dos condutores e das populações, estes terão a possibilidade de reunir esforços junto das entidades políticas e recorrer às instâncias judiciais com a finalidade de pôr cobro aos prejuízos que têm sofrido por causa do mau estado de conservação em que se encontram as vias, agravado com a paralisação das obras do anel rodoviário.

De realçar que esta não é primeira vez que as obras da circular do Fogo são paralisadas. Neste momento centenas de trabalhadores da empresa Maltauro estão em casa sem que haja uma data certa para retomarem os trabalhos.

publicidade

100% Prático

publicidade





Mediateca
publicidade


Cap-vert

Uhau

Uhau