MUNDO INSÓLITO

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

1 onça pesa mais de 10 kg, vovó da ’padjinha’ no Tennessee 09 Setembro 2021

É setembro aqui e lá. Aqui sei que chove, neste Paralelo-14 onde a ’Portulaca Oleracea’, benéfica erva desconhecida, desponta em força e cobre ladeiras, várzeas, bermas de estradas e até vasos nas varandas. Bem outra é, diferente daquela com que a Peggy foi flagrada e que levou a polícia do Tennessee a fichar esta avó apanhada com mais de 10 quilos da droga que tem vários nomes aqui e ali. Ficharam-na, mas tiveram de pudicamente inserir emojis nos ’dedos malcriados’ que a idosa fez questão de afixar no seu registo fotográfico de incriminada.

1 onça pesa mais de 10 kg, vovó da ’padjinha’ no Tennessee

A idosa Peggy Brewington, moradora numa quinta no Tennessee, foi abordada pela polícia devido a uma infração por "trespasse", ou seja invasão da propriedade colada à sua.

A questão da posse de erva acabou por vir à tona e a idosa disse que sim, devia ter "praí uma onça". Ao admitir a posse, estaria ela a confundir as diferentes leis que variam em cada Estados sobre a posse de canábis? Mas a polícia depressa constatou que ela mentia enormemente sobre a quantidade.

Peggy tinha quarenta vasos de canábis a medrar, acima de dez quilos processados já e mais plantas proibidas prosperavam num terreno adjacente. Acabou por ser levada para a esquadra e, ali, protagonizou o seu momento fotográfico.

A idosa Peggy deve estar ciente de que no seu Estado, o Tennessee, existem iniciativas de legisladores para tornar legal a posse até uma onça (28 gramas). Mas esses esforços têm sido baldados (vãos), porque a posse de até meia onça (14 g) de canábis, que é legal em outros Estados, ali constitui infração punível com até um ano de prisão e 250 dólares (23 c.) de multa. A partir desse peso, as penalidades aumentam.
— -
Fontes: CBS/Fox. Foto(captação de ecrã): A idosa Peggy Brewington, moradora numa quinta no Tennessee onde foi apanhada com uma enorme quantidade de marijuana, foi levada para a esquadra e fichada. Mas a polícia teve de fazer photoshop inserindo emojis pudicos nos ’dedos malcriados’. A marcar, como ela fez questão, a sua rebeldia. Decerto inspirada a Peggy pela geração ’Rebelde sem causa’, afixa-se para a posteridade no seu registo fotográfico de incriminada neste início de setembro.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project