ECONOMIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Arábia Saudita: 2º Fórum “Davos no Deserto” manchado pelo homicídio do jornalista Khashoggi: Gigantes desinscreveram-se 23 Outubro 2018

Goldman&Sachs, Financial Times, Banco Mundial, FMI, Huffington, Master Card, Siemens… entre outros gigantes empresariais, já não vão à segunda edição da FII-Iniciativa de Investimento no Futuro, criada pelo PIF-Fundo de Investimento Público da Arábia Saudita presidido pelo “moderno” príncipe Mohamed Bin Salman.

Arábia Saudita: 2º Fórum “Davos no Deserto” manchado pelo homicídio do jornalista Khashoggi: Gigantes desinscreveram-se

Os dias 23, 24 e 25 deste mês marcam a segunda edição do evento económico estreado em outubro de 2017 como parte do Visão Saudita 2020, grande projeto de modernização económico-social associado ao próximo soberano da Árábia Saudita. A primeira edição da FII confirmou que o evento ia marcar os tempos próximos na esfera económica, tornando-se o “Davos no Deserto”.

A lista de pesos-pesados da alta finança, indústria e media começou a emagrecer com a repercussão do ‘desaparecimento’ de Khashoggi no dia 2 deste mês. Na véspera do início do fórum muitos nomes importantes – de Christine Lagarde à magnata Adriana Huffington — já saltaram fora.

“Agora o mais importante é que a verdade seja revelada”, disse, esta segunda-feira, 22, um dos últimos a desistir, Joe Kaeser, o presidente da alemã Siemens. O magnata da indústria alinha assim com a chanceler Angela Merkel que anunciou que a Alemanha não vai fazer negócios com a Árábia Saudita enquanto a justiça não for feita no caso do homicídio de Khashoggi.

Fontes: Financial Times/Bloomberg/DW.de

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade



Mediateca
Cap-vert

blogs

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project