OPINIÃO

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

A obediência perigosa 24 Outubro 2020

Obedecer cegamente é abrir mão de si próprio e permitir ser dominado, controlado e dirigido por aquele que exige esse tipo de obediência. É impossível viver em sociedade sem obedecer, mas é impossível viver quando se obedece cegamente.

Por: José João Neves Barbosa Vicente*

 A obediência perigosa

A obediência em si mesma é algo indispensável entre os seres humanos; obedecer faz parte da vida de todos nós, mas é preciso destacar que, apesar de indispensável, a obediência pode ser algo perigoso e prejudicial, principalmente quando se obedece sem qualquer questionamento, quando se obedece de forma “cega”. Toda a obediência precisa ser esclarecida e iluminada pela luz da razão daquele que obedece. Uma “obediência cega” ataca a autoconsciência do ser humano e sufoca sua capacidade criativa. Obedecer cegamente é submeter-se à vontade e ao desejo do outro; é abandonar o próprio ser para se tornar um “produto” da vontade do outro; é esquecer que nascemos para sermos o que somos, não o que este ou aquele ser humano especifico quer ou gostaria que fossemos. A obediência cega é um poderoso inimigo da capacidade humana de pensar e agir, por isso toda a obediência precisa ser iluminada pela luz da razão, para que ela possa ser útil, colaborativa e construtiva.

Portanto, a obediência em si, como foi dito anteriormente, é imprescindível para a convivência entre os seres humanos; ou seja, ela não é algo prejudicial, mas pode se tornar perigosa quando é exigida e praticada de forma cega. Aquele que, simplesmente obedece, facilmente será dominado por aquele que exige a sua obediência. Se é perigoso obedecer cegamente, também é perigoso exigir obediência cega. Quem obedece de forma cega, sufoca sua capacidade de pensar, questionar e agir; por outro lado, quem exige a obediência cega, se fecha ao diálogo e ao argumento. Obedecer cegamente é abrir mão de si próprio e permitir ser dominado, controlado e dirigido por aquele que exige esse tipo de obediência. É impossível viver em sociedade sem obedecer, mas é impossível viver quando se obedece cegamente.
— 

*Professor da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB)

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project