INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Brasil 2022: Debate a 6 marcado pela corrpução, fome e Covid — Bolsonaro e Lula a farparem-se 30 Agosto 2022

O debate deste domingo — que será o único se houver vencedor à primeira-volta — que foi co-organizado por diversos meios de comunicação social e conduzido pela TV Bandeirantes — teve a presença de seis candidatos, de um total de 12, de partidos com assento parlamentar.

Brasil 2022: Debate a 6 marcado pela corrpução, fome e Covid — Bolsonaro e Lula a farparem-se

O debate "único" — co-organizado por diversos meios de comunicação a pedido das candidaturas "para evitar debates dispersos" — pôs frente a frente: Luiz Felipe d"Ávila (Novo), da direita liberal, Soraya Thronicke (União Brasil), de direita, Simone Tebet (MDB), de centro-direita, Bolsonaro, da extrema-direita, Lula, de centro-esquerda e Ciro Gomes (PDT), de centro-esquerda (pela ordem na foto superior).

Esta segunda-feira, a imprensa brasileira destaca que "Lula e Bolsonaro trocam acusações e são principais alvos de ataques no 1º debate", que o "presidente se exaltou ao falar de mulheres, insultou jornalista e foi criticado também pela atuação na pandemia" e que a "corrupção foi o tema mais abordado contra o petista".

Factos e ...fakes

O Globo avalia as declarações dos candidatos. Sobre a economia, Bolsonaro disse que "[a]gora, mesmo assim, a inflação do Brasil é uma das menores do mundo, menor até do que nos Estados Unidos". Segundo o Globo, "a inflação em 2022 [foi] menor que a dos Estados Unidos até o momento. Todavia, a inflação média acumulada do Brasil durante o governo Bolsonaro é bem maior que a dos EUA, Reino Unido e Alemanha, em torno de 14,5%. Já no Brasil, a cesta média de consumo das famílias saltou muito mais do que isso: 25,7%".

A inflação brasileira, prossegue o Globo, é "mais alta que a dos países ricos a despeito do Brasil ter uma taxa básica de juros hoje em 13,75% ao ano, enquanto a Alemanha (zona do euro) tem zero, e a Inglaterra tem de 1,75% e os EUA têm de 2,25% a 2,5%" e cita o relatório da OCDE, d e julho, que "apontava que a inflação no Brasil em 12 meses era uma das maiores do mundo, acima da média das grandes economias. No G20 – grupo dos países mais ricos –, o Brasil estava atrás só da Turquia, Argentina e Rússia".

Também Lula é apanhado em fake ao afirmar "O PT foi contra os 400 reais lá atrás".

Segundo o Globo, "o PT votou a favor da MP 1061, que fixou em R$ 400 o valor do Auxílio Brasil. O texto-base da medida provisória 1.061 de 2021 trata do Auxílio Brasil, programa social do governo federal que substituiu o Bolsa Família. O programa já estava em vigor, mas a medida provisória precisa da aprovação do Congresso para virar lei e vigorar de forma definitiva. Em votação simbólica, o Senado aprovou a mesma MP em dezembro. O projeto de conversão da MP foi sancionado no final do mesmo mês".

Ciro Gomes apanhado em fake sobre a qualidade da educação no Ceará é bem avaliado no que respeita à afirmação de que "[o] Brasil tem 3% da população mundial e teve 11% dos mortos na pandemia" [de Covid-19]. A nível mundial, onze em cada cem mortos de Covid são brasileiros. O país totalizou ontem 683.548, c.11 por cento do total mundial de 6.459.684 óbitos pela doença do coronavírus de 2019.

Fome

Bolsonaro ao ser questionado por Ciro sobre a declaração de que "não existe fome para valer no Brasil", evitou uma resposta direta e falou dos "problemas económicos", das "medidas restritivas adotadas na pandemia", para travar a disseminação do vírus.

— Não esqueçamos que 38 milhões de pessoas perderam tudo durante a pandemia, porque foram obrigadas a ficar em casa — afirmou.

Bolsonaro também reconheceu que "tem gente passando necessidade, sim", mas argumentou que "não é esse número exagerado".

"33,1 milhões de pessoas que não têm o que comer", revela o 2º Inquérito Nacional sobre Insegurança Alimentar no Contexto da Pandemia da Covid-19 no Brasil, lançado em junho. "São 14 milhões de novos brasileiros em situação de fome em pouco mais de um ano".

Os dados são contestados pelos Bolsonaros: também neste domingo o deputado federal Eduardo Bolsonaro através do Twitter afirmou que não houve aumento da fome no Brasil e apresentou um gráfico em que há uma comparação entre a média mundial e o Brasil no percentual de famílias que vivem com menos de US$ 1,90 por dia.

Fontes: G1/UOL/ Band/ Folha de S. Paulo/...

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project