ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

AJOC em pé-de-guerra com o Governo: Jornalistas rejeitam a proposta da RTC para um Código de Ética e Conduta 07 Janeiro 2018

AJOC em pé-de-guerra com o Governo: Jornalistas rejeitam a proposta da RTC para um  Código de Ética e  Conduta

A classe de jornalistas volta a estar em pé-de-guerra com o actual governo do MpD, ao rejeitar hoje,06, a proposta da RTC para um « Código de Ética e Conduta » na rádio e televisão do estado. Tudo por violar a lei da comunicação social vigente no país e constituir um atendo «à liberdade de expressão e de opinião» no país. Já a RTC justifica que a proposta está ainda em socialização e que foi feita com base num estudo comparado de vários códigos semelhantes das mais prestigiosas empresas de comunicação social do mundo.

O acutal poder político saído das eleições de 16 de Março de 2016 e os jornalistas não se entendem. É que depois da denuncia da AJOC feita no ano findo sobre a alegada tentativa do ministro da Cultura, Abraão Vicente, de manipular os órgãos públicos da comunicação social, a direcçao da RTC, sob a tutela do mesmo governante, tenta agora a impor aquilo que considerou ser o novo « Código de Ética e Conduta » para os profissionais da RTC - Rádio (TCV) e Televisão (TCV).

No final de um encontro realizado hoje,06, na Praia, pela AJOC, os jornalistas, segundo a porta-voz Margarida Fontes, rejeitaram o documento, por considerarem ser um «atropelo à liberdade de expressão e de opinião», violando a lei que regula o exercício do jornalismo e do funcionamento dos órgãos da comunicação social em vigor em Cabo Verde.

Além de seguir esse dossier quente, foi criada uma Comissão de Trabalhadores que deverá inteirar-se de outras situações e problemas relacionados com os direitos de todos os jornalistas e equiparados na Rádio e Televisão públicas.

Entretanto, a Direção do Sindicato dos Jornalistas (AJOC) faz saber, na sua página no Facebook, ser contra à proposta da RTC, por esta violar gravemente os direitos dos jornalistas e liberdade de expressão e opinião. «A direcção da Ajoc Cabo Verde considera que o Código de Conduta que a RTC quer implementar viola de forma grave os direitos dos jornalistas e equiparados, a liberdade de expressão e de opinião e constitui um grave atropelo aos direitos laborais dos trabalhadores já consagrados na legislação em vigor».

A liderança da AJOC vai mais longe, ao alertar que « o documento está a indignar a classe jornalística cabo-verdiana».

Leitura bem diferente tem a direcção da RTC. Em comunicado, esta fundamenta que a proposta está ainda em socialização e que foi feita com base num estudo comparado de vários códigos semelhantes das mais prestigiosas empresas de comunicação social do mundo. São, segundo ela, os casos da BBC -British Broadcasting Corporation, EU-European Broadcasting Union, Los Angeles Times, a Rede Globo e a RTP. Mas sublinha que terá sido «a BBC a principal referência para a sua elaboração».

O comunicado referido faz questão de realçar que, embora não seja legalmente obrigatória, a direção da RTC remeteu a referida proposta de Ética e Conduta aos sindicatos representativos da classe dos jornalistas -AJOC e SITTHUR - para efeito de apreciação e recolha de sugestões.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade
Cap-vert

Newsletter

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project