ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Abertas inscrições para o prémio nacional de jornalismo, prazo termina em finais de Fevereiro 11 Janeiro 2023

As inscrições para o processo de candidatura ao Prémio Nacional de Jornalismo encontram-se já abertas, e terminam no último dia útil do mês de Fevereiro, para premiar trabalhos realizados durante 2022.

Abertas inscrições para o prémio nacional de jornalismo, prazo termina em finais de Fevereiro

O anúncio foi divulgado nesta terça pela Associação Sindical dos Jornalistas de Cabo Verde (AJOC) que informou que os interessados deverão entregar um dossiê devidamente organizado, contendo um requerimento dos candidatos, com nomes dos autores da peça publicada ou do órgão de comunicação social, nacionalidade e os respectivos elementos de contacto pessoal.

A mesma fonte indicou ainda que devem ser entregues cópias do trabalho publicado para cada elemento do corpo de jurado, em suporte papel ou em suporte informático, com referência da data da sua publicação e do órgão no qual foi promovida a sua divulgação.

Serão exigidos também, segundo a AJOC, cópia da carteira profissional ou do comprovativo da sua solicitação junto da Comissão de Carteira Profissional de Jornalistas, em caso de candidatura individual ou coprodução de jornalistas, bem como declaração de autenticidade das informações prestadas.

Podem concorrer ao PNJ os trabalhos redigidos ou elaborados em língua portuguesa ou na língua cabo-verdiana, de autoria de um ou mais jornalistas profissionais e que versem temáticas que correspondam aos objectivos previstos no artigo 3º da Resolução.

São aceites a concurso os trabalhos publicados, em primeira edição no território nacional, de 01 de Janeiro a 31 de Dezembro de 2022. Os trabalhos apresentados a concurso devem, preferencialmente, revestir as tipologias de artigos de fundo, entrevistas, reportagens e trabalhos de investigação jornalística.

Os candidatos podem concorrer com apenas dois trabalhos e a todas as categorias do PNJ, ou seja, Rádio, Imprensa e Televisão, devendo cada candidatura ser instruída em separado, com documentação própria e autónoma das demais peças concorrentes.

São considerados vencedores do PNJ os trabalhos qualificados pelo júri com base nos critérios como a qualidade técnica e a sua relevância para a temática e o cumprimento dos objectivos do PNJ, a originalidade, criatividade e profundidade na abordagem do tema.

A adaptação da narrativa ao meio escolhido, a pertinência e actualidade, tratando-se de trabalho investigativo, potenciais impactos ou repercussões na mudança de comportamento individual e colectivo e na mobilização social constituem outros critérios que serão tidos em conta na avaliação dos trabalhos.

O PNJ tem um orçamento de 1.500.000. $00 (um milhão e quinhentos mil escudos cabo-verdianos) a serem distribuídos equitativamente pelas três categorias.

A atribuição do PNJ, edição 2023, acontecerá numa cerimónia a realizar-se por altura do 03 de Maio, Dia Mundial da Liberdade de Imprensa.

O Prémio Nacional de Jornalismo foi criado pelo Governo, através da Resolução n.o 95/2013, de 14 de Agosto, tendo por objectivo galardoar acções dos jornalistas, empresas ou órgãos de comunicação social e estimular a produção e difusão de trabalhos jornalísticos que concorrem para a promoção dos valores como a liberdade, a democracia, o empreendedorismo, e a solidariedade social.

A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project