CINEMA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

"Acredito em vocês, eu também fui vítima dele": Ator Deacon apoia 20 acusadoras de realizador Clarke 08 Maio 2021

As vinte mulheres que acusam o ator, realizador, produtor e argumentista Noel Clarke de assédio sexual — o que já o afastou da corrida aos BAFTA2021 — receberam o apoio do ator Adam Deacon, que se diz "vítima" durante quinze anos do realizador que acabou por "sabotar"-lhe a carreira.

Noel Clarke, de 45 anos, que nos últimos dias está a ser afastado de projetos e premiações e cujos filmes começam a ser boicotados, negou de modo "veemente" ter cometido "qualquer ação sexual ou criminal".

"Fiquei a saber, no entanto, que algumas das minhas ações afetaram algumas pessoas de tal maneira, sem que disso me tenha apercebido e sem que tenha sido essa a minha intenção. Por isso, peço desculpas a todas as pessoas que se sentiram afetadas. Irei buscar ajuda profissional para melhorar o meu comportamento, tornar-me uma pessoa melhor".

Mas o seu antigo parceiro de filmes Deacon — que em 2015 recebeu uma ordem de restrição para não se aproximar de Clarke e até acabou preso por isso — agora classifica-o de ’sociopata’ e posiciona-se em favor das vinte queixosas, todas da indústria de filmes, pois que também foi "vítima durante quinze anos de abusos" que o afetaram na sua saúde mental.

Entre 2006 e 2010 Clarke e Deacon trabalharam juntos em dois filmes, ’Kidulthood/Juventude Rebelde’ e ’Adulthood’, baseados no argumento de Clarke sobre como é crescer num bairro da periferia de Londres.

Clarke recebeu em 2009 o prestigiado prémio da BAFTA-Academia Britânica de Artes, Filmes e Televisão, na categoria ’EE Rising Stars/Estrelas em Ascensão’ criada em homenagem à atriz Mary Selway falecida em 2004. Os candidatos ao prémio são escolhidos pelo júri do BAFTA, mas é o voto do público via texto, internet ou telefone que elege o vencedor.

Em 2010, Clarke e Deacon desentenderam-se na preparação do terceiro filme, Anuvahood, uma sequela que parodia os seus primeiros filmes. Deacon avançou sem Clarke no filme que estreou no ano seguinte.


Mensagens abusivas nas redes sociais

Adam Deacon foi em 2015 advertido por um tribunal de Londres a manter-se longe de Noel Clarke. Em causa, queixas deste que recebeu de Deacon mensagens abusivas nas redes sociais.

Deacon foi acusado do crime designado "assédio abusivo sem violência", recebeu uma ordem de restrição para não se aproximar de Clarke e até acabou preso por isso.
— -

Fontes: BBC/Site do Bafta. Fotos: Recipiendários do ’Prémio Bafta de Estrelas em Ascensão’, o ator Adam Deacon (à esqª) em 2012, por ’Anuvahood’ e o realizador Noel Clarke em 2009 por ’Kidulthood’. A cerimónia de premiação que desde 2019 acontece no Royal Albert Hall teve lugar no no Royal Opera House até 2016.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project