REGISTOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Afeganistão: Atentados em Cabul fazem 40 mortos, entre eles 11 crianças e 10 jornalistas 01 Maio 2018

Shah Marai, fotógrafo-chefe do escritório da AFP na capital do Afeganistão, estava no local da primeira explosão desta segunda-feira. Foi morto no segundo ataque, que ocorreu cerca de trinta minutos depois.

Afeganistão: Atentados em Cabul fazem 40 mortos, entre eles 11 crianças e 10 jornalistas

Um outro jornalista afegão da estação pública britânica BBC foi morto a tiro esta segunda-feira na província de Khost, no sudeste do Afeganistão.

De acordo o balanço ainda provisório divulgado pelo Ministério da Saúde afegão, só esta segunda-feira 40 pessoas, entre elas 11 crianças e os 10 jornalistas, foram contabilizadas como mortas.

Os familiares das vítimas, segundo Euronews, desesperam nos hospitais: uns porque ainda não sabem se estão vivos; outros porque perderam pessoas muito próximas.

O duplo atentado ainda não foi reivindicado. O primeiro ocorreu perto da sede dos serviços secretos afegãos. De acordo com as forças de segurança, o outro bombista suicida escondeu-se entre os repórteres, transportando uma câmara e fez-se explodir.

De acordo com a ONU, Cabul torna-se cada vez mais, o local mais perigoso no Afeganistão para civis.

Grande parte dos ataques são realizados por homens-bomba e reivindicados pelos talibãs ou pelo autoproclamado Estado Islâmico (Daesh), revela EN.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade



Mediateca
Cap-vert

blogs

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project