DESPORTO

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Afrobasket’2021: Edy Tavares foi o jogador mais eficiente e integra o “All Stars Five” da competição 06 Setembro 2021

O basquetebolista cabo-verdiano, Edy Tavares, foi o melhor e mais eficiente (Top Performance) do Afrobasket’2021, competição que terminou hoje no Ruanda e que consagrou a Tunísia como campeão africano.

Afrobasket’2021: Edy Tavares foi o jogador mais eficiente e integra o “All Stars Five” da competição

Segundo a Inforpress, o post do Real Madrid da Espanha, natural da Ilha do Maio, segundo a página oficial do Afrobasket, teve a média de eficiência de 31,0 por jogo, seguido do senegalês Gorgui Dieng (25,0) e do marfinense Matt Costtello (24,7).

Edy Tavares integrou também o “cinco ideal” (All Stars Five), constituído por Makram Ben Romdhane (Tunísia), Gorgui Dieng (Senegal), Matt Costello (Costa do Marfim ) e Omar Abada (Tunísia).

O internacional cabo-verdiano foi também o jogador que conseguiu mais ressaltos, com uma média de 14,2 por jogo, mais bloqueios (4,0) e o quarto com mais pontos (16,8).

Gorgui Dieng foi o “cestinha” (jogador com mais pontos) na prova, com a média de 20 pontos por jogo.

Em relação aos outros jogadores cabo-verdianos, destaque também para Jeff Xavier que foi o terceiro jogador com mais assistência, com uma média de 6,6 por partida.

Jeff Xavier foi superado pelo senegalês Henry Perria (7,4) e pelo congolês Máxi Shamba (6,7).

Tunisia sagra - se campeão e Cabo Verde na quarta posião

Conforme a mesma fonte, a selecção da Tunísia de basquetebol sénior masculino, sagrou-se hoje campeão do Afrobasket’2021 ao vencer a Costa do Marfim, por 78-75, no jogo da final disputado, no Kigali Arena, no Ruanda.

A Tunísia, que nas meias-finais eliminou Cabo Verde, conquista assim o seu terceiro título africano, segundo consecutivo, depois de vencer as edições de 2011 (Madagáscar) e 2017 (Senegal e Tunísia).

Sendo assim, o pódio da trigésima edição do Afrobasket ficou constituído pela Tunísia (medalha de ouro), Costa do Marfim (prata) e Senegal (bronze). Cabo Verde ficou na quarta posição.

Angola, que nesta edição caiu no apuramento para os quartos-de-finais, continua a ser a selecção com mais conquistas, com 11 títulos em 30 edições dessa competição que acontece desde 1962.

O Afrobasket’2021, que aconteceu de 24 de Agosto a 05 de Setembro, em Kigali (Ruanda), contou com a participação das 16 melhores selecções africanas da modalidade, conclui a Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project