SOCIAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Caso Alex Saab: Ministério Público desmente que preso tenha sido torturado por agentes da polícia 09 Setembro 2020

O Ministério Público esclareceu,hoje, que o preso Alex Sabb, tido como o alegado testa-de-ferro do presidente Nicolás Maduro e que aguarda a extradição para os Estados Unidos da América, não tenha sido torturado na cadeia civil do Sal por agentes da polícia, como denunciou a defesa do suposto «Enviado Especial da Venezuela».

Caso  Alex Saab: Ministério Público desmente que preso tenha sido torturado por agentes da polícia

Em comunicado publicado na sua página oficial, a Procuradoria Geral da República informa que tomou o conhecimento da notícia veiculada nos órgãos de comunicação social nacionais e estrangeiros, dando conta de que o cidadão nacional da República Bolivariana da Venezuela (Alex Saab), provisoriamente detido para extradição, vinha sofrendo maus tratos. A noticia denunciou que “Os Estados Unidos têm quatro empregados naturais de Cabo Verde que o estão a torturar na prisão onde está detido”.

Por isso, a PGR fundamenta que ordenou a realização de uma visita surpresa ao Estabelecimento Prisional do Sal, a fim de apurar a veracidade dos factos denunciados.

«A visita foi realizada por dois Procuradores da República e um Oficial de Justiça. Das diligências efetuadas, resulta que não existem indícios de que o detido tenha sido torturado, havendo, pelo contrário, indícios fortes de que o mesmo vem se automutilando dentro da cela, o que levou a Direção do Estabelecimento Prisional a retirar-lhe o objeto pessoal utilizado para o efeito», conclui o comunicado do Ministério Público.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project