INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Alemanha dividida sobre o que fazer com ’1º prisioneiro político’, Puigdemont 27 Mar�o 2018

A chanceler da Alemanha ainda não sabe, nesta segunda-feira, o que fará com o seu primeiro prisioneiro político detido na véspera. O exilado ex-presidente da Catalunha, interceptado ao cruzar a fronteira entre a Alemanha e a Dinamarca, vai ser extraditado ou não?

Alemanha dividida sobre o que fazer com ’1º prisioneiro político’, Puigdemont

“Por enquanto, o assunto compete em exclusivo ao tribunal. Compreender-se-á pois que eu não intervenha politicamente num processo que é do âmbito do direito. Não farei pois nenhuma declaração antes do tempo”, disse a ministra da Justiça, Katarina Barley no final da tarde de domingo.

O governo da Merkel reage pois com cautela, pouca pressa em vir a público e poucas palavras sobre a detenção. Carles Puigdemont detido pela polícia alemã — e não por outras, como a danesa, a finesa, a suíca…— transitava por uma autoestrada vindo de Helsínquia onde tivera encontros com parlamentares e universitários.

Operação conjunta entre Madrid e Berlim

O diário El País refere que os serviços secretos de Espanha tinham estado a seguir o líder catalão alvo de mandado, e que saiu da Bélgica ao volante de um carro. Agentes espanhóis estiveram atentos à entrada de Puigdemont no ferry em que viajou da Finlândia para a Dinamarca. E em colaboração com as autoridades alemãs foi decidida a detenção na autoestrada entre a Dinamarca e a Alemanha.

Tribunal de Schleswig-Holstein decidirá sobre TIR e Berlim sobre extradição

O Tribunal Regional de Schleswig-Holstein decidirá até terça-feira, 27, se liberta Puigdemont e em que condições. O caso depois sobe a uma instância superior que irá apreciar o pedido de extradição formulado pela Espanha.

“A Alemanha tem o seu primeiro prisioneiro político”, comentou o diário Suddeutsche Zeitung. O separatismo catalão entrou na agenda da chanceler Merkel.

Fontes: DW.de/ Le Monde/outras referidas. Foto (AFP): Milhares de pessoas saem à rua em Barcelona domingo 25, em apoio a Puigdemont.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade
Cap-vert
Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project