REGISTOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Alemanha sem governo há 4 meses: SPD, de centro-esquerda, tirará Merkel do impasse mas chanceler forte já era 23 Janeiro 2018

O congresso do SPD-Partido Social-Democrata em votação cerrada, 56 contra 44 por cento, abriu caminho no domingo 21 para negociações que podem viabilizar o quarto governo da CDU, de Angela Merkel, após a crise aberta pelo resultado insatisfatório nas Legislativas de setembro.

Alemanha sem governo há 4 meses: SPD, de centro-esquerda, tirará Merkel do impasse mas chanceler forte já era

A divisão entre os delegados SPD reunidos este domingo em Bona, para decidir se abriam ou não o diálogo com a CDU, demonstra-se na vitória tangencial obtida pelos pró-acordo – 362 contra 279.

O resultado do congresso na capital alemã mostra ainda que a liderança de Martin Schulz no SPD está por um fio, depois do desaire de setembro com os 20,5%, que é o pior resultado na história do partido de centro-esquerda.

Como escreve a imprensa alemã e ecoando além-fronteira, nesta segunda-feira, o discurso frouxo do ex-presidente do parlamento europeu contrasta hoje quer com o seu vigor de há um ano quer com o “discurso entusiasmante e vigoroso” da líder da bancada parlamentar, Andrea Nahles, a quem se atribui os louros pela vitória dos pró-acordo.

Além disso, a emergência de jovens líderes, como Kurt Kuhnert – dos Jusos, a ala juvenil dos socialistas, na designação habitual aos membros do SPD, Partido Social-Democrata da Alemanha—, tem vindo a ser apontada e confirmou-se no resultado tangencial deste domingo, com os anti-acordo, entre os quais os Jusos, a marcarem 44%.

Fontes: Deutsche Welle, Le Monde, Bild.de. Foto: Martin Schulz e Andrea Nahles. Votação de braço no ar obriga a diversas contagens.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade
Cap-vert
Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project