INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Alexei Navalny foi envenenado com Novichok 02 Setembro 2020

O Governo alemão anunciou nesta quarta-feira, 02, que foram encontrados vestígios de um agente nervoso da família do Novichok nos testes realizados a Alexei Navalny, crítico do Presidente da Rússia, Vladmir Putin, internado em coma, em Berlim

Alexei Navalny foi envenenado com Novichok

Ainda acrescenta o mesmo que foi graças a ajuda dos laboratórios militares que conseguiu identificar o veneno e é a mesma substância que foi usada para envenenar o espião Sergei Skripal.

Este agente nervoso é uma arma composta por uma série de químicos, altamente tóxicos, desenvolvida nas décadas de 1970 e 1980, na União Soviética.

Ao bloquear a actividade da enzima acetilcolinesterase, causa perturbações na transmissão de informação do cérebro, levando a espasmos musculares contínuos, convulsões, dificuldade em respirar e, em último caso, pode levar à morte por asfixia.

“É chocante que Alexei Navalny tenha sido vítima de um ataque com um agente químico nervoso na Rússia. O Governo federal alemão condena intensamente o ataque”, disse Seibert.

Segundo ainda o público.pt, a porta-voz de Angela Merkel disse que vai informar a União Europeia e a NATO sobre os resultados da investigação conduzida até ao momento para “discutir uma resposta conjunta apropriada com os parceiros à luz da resposta russa”. A Rússia está sob sanções de países ocidentais devido à anexação da Crimeia em 2014.

O ministro dos Negócios Estrangeiros alemão, Heiko Maas, condenou o envenenamento de Navalny e afirmou aos jornalistas que é “urgente” que os responsáveis sejam “identificados”.

Um porta-voz do Kremlin disse à agência RIA que ainda não foi informado por Berlim. Na semana passada, Moscovo disse que não havia necessidade de investigar o caso e descartou o envolvimento de Vladimir Putin no envenenamento do seu opositor.

Por outro lado, os familiares e aliados do advogado, que se tem dedicado a denunciar a corrupção nas altas esferas do poder na Rússia, acusaram de imediato o Kremlin.

Navalny, principal opositor do Presidente russo, sentiu-se mal depois de ter bebido um chá num aeroporto na Sibéria no dia 20 de Agosto, quando regressava a Moscovo.

Foi internado num hospital em Omsk e dias depois transferido para o Hospital Charité, em Berlim.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project