INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Alta tensão EUA-Rússia: "Biden é espelho do seu país, no passado e hoje", diz Putin sobre acusação de "assassino" e outras 19 Mar�o 2021

O presidente russo reagiu, esta quinta-feira, à ameaça de que "Putin pagará o preço", como disse Biden ao pronunciar-se sobre a anexação da Crimeia, ataques cibernéticos, a mais recente interferência na eleição presidencial e o opositor Navalny. A tensão está altíssima e o presidente russo chamou ao Kremlin o embaixador em Washington para consulta, mas apontou que "ainda est[á] disponível para falar com Biden sempre que for do interesse da Rússia".

Alta tensão EUA-Rússia:

À pergunta sobre se o quadragésimo-sexto POTUS-presidente dos Estados Unidos acredita que "Putin é um assassino", dados os eventos na Rússia ligados a envenenamentos de opositores, feita durante a entrevista de terça-feira, Biden confirmou que "sim, acredit[a] que Putin é um assassino".

Ainda Biden afirmou que "Putin pagará" pelo que fez, ou seja a ordem que deu para os serviços de inteligência russos interferirem na eleição de 03-11-20. Era a resposta ao que o jornalista perguntou ao 46º presidente americano sobre sobre o que vai acontecer entre a Rússia e os Estados Unidos após o relatório da CIA confirmar a interferência russa na eleição de novembro, em benefício de Donald Trump.

"Tais afirmações são inadmissíveis vindas de um estadista", disse o porta-voz do Kremlin. "São inaceitáveis seja em que circunstância for. Vão inevitavelmente levar a uma forte exacerbação dos laços bilaterais", disse Dmitry Peskov em conferência de imprensa ontem (quarta-feira).

O porta-voz da Doma (Cúpula), o parlamento russo, expressou que Biden "tem de pedir desculpas se quiser normalizar as relações entre os dois países", disse Konstantin Kosachev, que lamentou "as irresponsávis declarações de Biden".

Por seu turno, Jen Psaki, o porta-voz da Casa Branca replicou ao seu homólogo russo que "a América vai falar com sinceridade sobre o que nos preocupa mesmo se a verdade desagradar ao nosso interlocutor. E, como disse o presidente ontem à noite, os russos vão ter de ser responsabilizados pelas suas ações". Esta é mais uma referência ao relatório da CIA que confirma a interferência russa na eleição de novembro transato, em benefício de Donald Trump.

Fontes: BBC/ABC/Al JAzeera. Fotos: Biden disse que acredita que "Putin é um assassino". Putin replicou que "é preciso ser um assassino para reconhecer outro". Pelo meio, a Rússia celebra o 7º aniversário da anexação da Crimeia, que foi uma derrota para os Estados Unidos.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project