INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Americanos acusam China de usar tecnologia 5G para reprimir ainda mais cidadãos 29 Novembro 2019

Os Estados Unidos da América faz um alerta em relação à implementação do 5G. As autoridades Americanas afirmam que os regimes autoritários utilizam essa tecnologia para reprimir e controlar seus próprios cidadãos.

Americanos acusam China de usar tecnologia 5G para reprimir ainda mais cidadãos

Em comunicado, Robert Strayer, diplomata cibernético dos Estados Unidos da América, salienta que com as conexões mais rápidas das redes 5G e maior largura de banda, dezenas de bilhões de novos dispositivos serão conectados à internet nos próximos anos. “Desta forma, esta tecnologia ajudará os regimes autoritários a reprimir e a controlar os seus cidadãos”.

A mesma fonte revela que para uma grande maioria das pessoas, a tecnologia 5G melhorará sua qualidade de vida, mas para alguns poderia ser usada para restringir suas liberdades. As empresas sediadas na República Popular da China (RPC) já estão desenvolvendo e usando tecnologias avançadas de vigilância, usadas para controlar populações no país e no exterior.

Dados das prisões de Pequim

De acordo com um comunicado enviado, durante uma pesquisa feita nas prisões de Pequim, foi descoberto que o Governo Chinês usa tecnologias para “minar”os direitos humanos e as liberdades fundamentais.

A mesma fonte acrescenta ainda que o Governo Chinês reúne e explora dados em uma escala incomparável e usa informações para promover a corrupção e a repressão, realizar, arbitrariamente, vigilância em massa e dissidência silenciosa. “A futura aquisição de tecnologia avançada por parte de Pequim só agravará esta situação”, acentua Robert Strayer.

Strayer afirma ainda que a República Popular da China está usando tecnologia para vigilância generalizada e arbitrária de alta tecnologia, e coleta involuntária de dados pessoais.

De referir que um relatório da Freedom House “Liberdade na Internet 2018”, 18 dos 65 países analisados compraram sistemas de empresas Chinesas como Yitu, Hikvision e CloudWalk. Essas empresas combinam “avanços na inteligência artificial e reconhecimento facial para criar sistemas capazes de identificar ameaças à ordem pública.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project