OPINIÃO

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

DEMOCRACIA PLENA LONGE DA EXPECTATIVA DOS CABO-VERDIANOS 04 Julho 2021

Amílcar Cabral, símbolo da independência nacional e Renato Cardoso o mentor da democracia, hoje esquecido na profundeza do PAIGC = (PAICV+MPD CV), equação que carece de ser desenvolvida para permitir o desbloqueamento da nossa cabo-verdianidade para que possamos chamá-la de Nação, porque o símbolo da Nação é a união de um povo e a unidade nunca foi atingida em Cabo Verde.

Por: Efrem Soares*

DEMOCRACIA PLENA LONGE DA EXPECTATIVA DOS CABO-VERDIANOS

Nas vésperas da comemoração dos quarenta e seis anos da independência de Cabo Verde, sem conhecermos aquilo que poderíamos chamar de lâmpada de génio, que nos possa conduzir a uma democracia há muito sonhada e sofrida com o ceifamento daqueles que possivelmente nos poderiam conduzir à tão propalada e rogada democracia plena, que tem sido propaganda, no dia-a-dia, por parte dos partidos políticos, está, a cada dia que passa, longe da expectativa de muitos cabo-verdianos.

Amílcar Cabral, símbolo da independência e Renato Cardoso o mentor da democracia, hoje esquecido na profundeza do PAIGC = (PAICV+MPD CV), equação que carece de ser desenvolvida, para permitir o desbloqueamento da nossa cabo-verdianidade para que possamos chamá-la de Nação, porque o símbolo da Nação é a união de um povo e a unidade nunca foi atingida em Cabo Verde. A unidade assenta-se na verdade e a nossa verdade está trancada no assassinato de duas pedras fundamentais, onde a nossa independência e a democracia fizeram as suas bases. 1ª, Amílcar Cabral, o mentor da independência, que foi barbaramente assassinado pelos seus companheiros de luta armada, nas vésperas de conseguir o objetivo, por Ele preconizado e iniciado. 2ª, Renato Cardoso, o mentor da democracia, que também foi ceifado pelos próprios companheiros, nas vésperas da abertura política.

Ouvimos falar de Amílcar Cabral, como pai da Nação cabo-verdiana, pai que não viu o filho nascer, enquanto que Renato Cardoso, nem isso teve o privilégio de ser batizado, porque o filho foi adotado ainda na barriga e ganhou outro Pai, ficando o verdadeiro Pai no dito por não dito.

Hoje, falamos sobre a aspiração de alcançar a democracia plena e perguntamos como e quando isso vai ser possível? Se ainda as duas coisas importantes na vida de uma Nação - Independência e a abertura política - têm como base a injustiça e a mentira, que carecem de ser esclarecidas, para que o País possa libertar da desconfiança e seguir o seu rumo normal. Até hoje, em Cabo Verde, a democracia plena é uma incógnita. Muita luta ainda deve ser travada para atingirmos a independência dos comandos políticos. Os partidos políticos PAICV e MPD CV estão minados em todos os órgãos da soberania, manipulando a constituição e pressionando a democracia, que nunca saiu do papel.

Enquanto isso, Cabo verde é dividido da seguinte forma: 5´% da população que é extremamente rica e detentora do poder, 15% ricos, 30% classe média, 30% na pobreza e 20% na pobreza extrema.

Recebi um telefonema anteontem de uma equipa criada para sondar a população, quanto a próxima eleição presidencial de outubro de 2021, onde existem vários candidatos para disputar o cargo de Chefe de Estado, pelo meu espanto o inquiridor, me abordou, somente sobre os dois candidatos, Dr. Carlos Veiga e Dr. José Maria Neves. Os outros candidatos foram derrotados, logo na sondagem. É este um grande exemplo da democracia plena que queremos adotar em Cabo Verde.

A nossa democracia só será atingida quando houver justiça em Cabo Verde e todas as partes constituintes regerem de acordo com a nossa Constituição. Até lá, será o que Deus quiser e tudo pode acontecer. Quem sabe, um dia, a abstenção que é alta em Cabo Verde, resolva sair da toca, para dar a Luz à democracia de verdade e trazer uma lufada de prosperidade à Nação Cabo Verdiana, numa base da igualdade social onde todos terão vez e voz, abrindo assim a igualdade de oportunidades no desenvolvimento do País e da democracia, com a paz social.
— -
* Cidadão atento

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project