Comunidade

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Angola: João Lourenço exorta midias para descoberta de jovens empreendedores 17 Junho 2019

O presidente do MPLA, João Lourenço, exortou, este domingo, os órgãos de comunicação social a trabalharem na descoberta de jovens empreendedores que coloquem a sua imaginação ao serviço da economia nacional para a criação de mais postos de trabalho no país.

Angola: João Lourenço exorta midias para descoberta de jovens empreendedores

Segundo o líder do MPLA citado pela ANGOP, partido que sustenta o Governo, os jovens, regra geral, são muito inovadores, mas, às vezes, falta-lhes apoios e meios para colocarem a imaginação ao serviço da economia e da Nação.

João Lourenço, que discursava no acto político de massas que serviu para apresentar os resultados do VII Congresso Extraordinário do seu partido, sublinhou que a comunicação social deve exercer um papel crucial na descoberta de novos talentos (empreendedores).

Citou, a propósito, casos de jovens que começaram com pequenas coisas e se destacaram na sociedade com o seu talento, empregando várias pessoas nos seus projectos.

“Trabalhemos na descoberta destes jovens talentos, que não estão apenas à espera de ser funcionários públicos, a pressionar a função pública, à espera que o Estado lhes dê emprego. Eles próprios encontram emprego não apenas para si, mas, ainda, empregam os amigos e os colegas de Escola (…)”, observou.

Disse ser necessário que a comunicação social e outras instituições ajudem a criar as micro e pequenas empresas para alavancar a economia nacional.

João Lourenço, igualmente Presidente da República, anunciou, também, o apoio ao empresariado nacional, para a produção de bens e serviços essenciais à população.

Anunciou ainda a privatização de empresas do Estado que se encontrem em situação de ociosidade. “Estamos numa economia de mercado, onde a produção nacional deve ser feita pelo sector privado”.

Segundo o líder do MPLA, o maior desafio, agora, é aumentar a produção interna, colocando o sector privado da economia a produzir, considerando necessário estabelecer uma relação mais próxima com as associações empresariais, para ouvir as suas reais necessidades.

Resgate dos valores morais

Segundo a mesma fonte, no Pavilhão Multiusos do Kilamba, recinto com capacidade para 12.720 pessoas, o presidente do MPLA reafirmou a necessidade da promoção do resgate dos valores, numa vertente pedagógica e educativa.

João Lourenço entende que, para a condução, com êxito, desse processo, o MPLA deve tomar a dianteira e colaborar com as igrejas, organizações não-governamentais e outras instituições da sociedade civil.

No campo da cidadania, o líder do MPLA sublinhou a importância de a sociedade ser pró-activa em questões que colidem com o seu bem-estar e, a título de exemplo, citou o caso da ocupação indevida de um jardim público na cidade do Lubango (Huíla) e a tentativa de implantação de uma unidade fabril numa zona habitacional em Benguela.

Nos dois casos, a pronta reacção da sociedade permitiu que a ordem fosse reposta.

Participaram no congresso extraordinário do MPLA, decorrido no Centro de Conferência de Belas, em Luanda, dois mil e 448 delegados, dos quais 777 mulheres e mil e 671 do sexo masculino.

O Comité Central do MPLA passou de 366 para 497 membros. Sessenta e um por cento dos novos membros (134) são jovens, o que visa assegurar a transição geracional, conclui a ANGOP.

Os artigos mais recentes

17 Jul. 2019
RADAR
Figa canhota -I
16 Jul. 2019
Publicidade
Nice Kriola

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

publicidade

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project