LUSOFONIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Angola: Três em cada quatro crianças em Angola são pobres 24 Agosto 2019

Três em cada quatro crianças angolanas são pobres e estão privadas de, pelo menos, três serviços sociais básicos. Esta informação foi avançada pelo representante do Fundo das Nações Unidas para Infância (UNICEF) em Angola, Abubacar Sultan, município de Catabola (Bié).

Angola: Três em cada quatro crianças em Angola são pobres

Falando no lançamento do Programa de Transferências Sociais Monetárias em Angola, Abubacar Sultan sublinhou que apenas um porcento das crianças angolanas tem acesso a todos os serviços essenciais para o seu pleno desenvolvimento, conforme noticia a Angop.

Entretanto, fonte da UNICEF reafirma o seu compromisso em apoiar o Governo de Angola no acompanhamento contínuo e na implementação de mecanismos de monitorização para garantir a sua expansão dos serviços essenciais para as crianças, sendo que as com menos de cinco anos de idade são mais vulneráveis e que, no entanto, são a garantia de um futuro promissor para Angola.

Considerando ser neste período que ocorre a fase mais importante do desenvolvimento de qualquer ser humano, o responsável daquela organização internacional diz ser fundamental, começar este processo pelas famílias que têm sob a sua responsabilidade, crianças menores de cinco anos.

Abubacar Sultan aponta ainda, que o lançamento do Programa de Transferências Sociais Monetárias deve garantir que o marco da protecção social de Angola esteja consolidado através da aprovação da Lei e da Política da Acção Social.

“Para o asseguramento das Transferências Sociais Monetárias, o Governo e parceiros devem desenvolver ações que criem oportunidade para o desenvolvimento económico dos empreendedores rurais, bem como ter um sistema de informação forte e bem gerido e uma estratégia que permita medir os impactos desta e outras iniciativas, mostrou.

Entretanto, sabe-se que o Programa de Transferências Sociais Monetárias, também denominado "Valor da Criança", vai beneficiar 20 mil crianças menores de cinco anos, de 14 mil famílias dos municípios do Chinguar, Catabola (Bié) Lucussi, Camenongue (Moxico) Damba e na sede capital do Uíge, até Dezembro de 2020. O programa tem o financiamento da União Europeia (UE), no valor de 32 milhões de Euros e conta com o apoio técnico do UNICEF.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

publicidade

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project