LUSOFONIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Angola está mesmo a mudar? Chefe de gabinete de João Lourenço não explica origem de $17,6 M 10 Fevereiro 2020

A edição do Expresso de sábado, 8, traz revelações sobre a fortuna de Edeltrudes Costa — hoje chefe de gabinete do presidente João Lourenço e ministro de Estado de José Eduardo dos Santos — que "em 25 de julho de 2013 fez um depósito de 17,6 milhões de dólares" numa das suas contas no BAI-Banco Angolano de Investimentos.

Angola está mesmo a mudar? Chefe de gabinete de João Lourenço não explica origem de $17,6 M

Como foi obtido o dinheiro? Ficou sem resposta a pergunta que o semanário lisboeta fez ao braço-direito de João Lourenço, cujo património teve um grande impulso nesse ano de 2013. Um mês depois dos 17 milhões, a conta recebe mais cinco milhões de dólares do empresário Domingos Manuel Inglês, segundo documentos a que o Expresso teve acesso.

O Expresso noticiou que os mais de €20 milhões foram aplicados em títulos financeiros e que "algum desse dinheiro serviu para comprar imóveis em Portugal".

Em abril de 2017 — depois de ter sido afastado por Eduardo dos Santos — "Edeltrudes transferiu €2,05 milhões para a ex-mulher Ariete Faria, que no mês seguinte comprou uma casa na Quinta da Marinha, em Cascais, por €2,52 milhões", segundo a mesma fonte.

De ministro a secretário-geral

Em 5 de setembro de 2016 o presidente José Eduardo dos Santos "exonerou por Decreto Presidencial, Edeltrudes Maurício Fernandes Gaspar da Costa, do cargo de Ministro de Estado e Chefe da Casa Civil do Presidente da República" e "nomeou-o secretário-geral do Presidente da República", segundo a agência noticiosa angolana.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project