AMBIENTE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Ano agrícola: Chuva de setembro renova esperança dos camponeses 02 Setembro 2019

A esperança para o novo ano agrícola em Cabo Verde renova-se com a chuva amiga que caiu, entre a madrugada e tarde deste domingo – 01, nas ilhas de Sotavento, com destaque para Santiago e Fogo. Os camponeses já se encontram em sementeira – uns a lançarem sementes na terra húmida, outros a prepararem-se para a primeira monda.

Ano agrícola: Chuva de setembro renova esperança dos camponeses

Em Santiago registaram-se queda de precipitações significativas neste domingo. «Na Praia choveu bastante, pela madrugada. Entre Praia e Tarrafal, chuviscou, apenas. Mas, depois, no Tarrafal, choveu em abundância durante a Celebração dos Votos de 5 irmãs da Congregação Sagrado Coração de Maria, mostrando o recorrente problema da drenagem de águas pluviais (ver fotos)», descreveu Florêncio Varela, natural do mesmo concelho, na sua página de facebook.

Já no Fogo, depois da sementeira já feita há mais de uma semana nas zonas húmidas-altas, onde começa-se com a primeira monda, a chuva amiga também resolveu, este domingo, bafejar a ilha. Mas o destaque vai para a queda das primeiras precipitações gerais no centro-sul do Município de São Filipe, que é o celeiro e que tem como urbes principais Patim, Luzia Nunes, Monte Grande, Jardim, Salto, Monte Largo e Achada Furna. Os residentes dessas zonas e das que se aproximam da cidade de São Filipe começaram, este domingo, com a faina agrícola, fazendo a sua sementeira.

Depois de terem passado por dois anos consecutivos de seca, os camponeses e criadores de gado das duas ilhas de Sotavento renovam-se agora a esperança com essa chuva de setembro, isto na expectativa de poderem conseguir alguma colheita e pastos para os seus animais.

Num post que colocou na sua página de facebook, a líder do maior partido oposição não escondeu a sua alegria por essa «bendita-chuva» de Setembro. « Não consigo conter a felicidade que me invade a alma, neste Setembro de Esperança...Com a chuva a cair, o chão a molhar-se, é a Esperança do nosso Povo a renascer. Primeiro a chuva...Depois o Arco-Íris», expressa Janira Hopffer Almada.

Entretanto, na região de Barlavento registou-se a queda de pequenas precipitações em algumas zonas altas de Santo Antão – hoje,02, caiu um pouco de chuva em S.Vicente e no concelho do Porto Novo, que continua a ser o mais afectado pela seca na ilha das montanhas. Ou seja, Sal, São Nicolau e Boa Vista continuam, até ao fecho desta peça, a esperar pela chuva que tarda a chegar. Oxalá que isso venha acontecer nos próximos dias, conforme as previsões meteorológicas.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

publicidade

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project