ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

“Ano letivo 2021/2022 ainda condicionado pelos impactos da Covid-19, mas adotar-se-á o processo de regresso à normalidade” 06 Agosto 2021

O próximo ano letivo em Cabo Verde encontra-se condicionado pelos impactos da Covid-19, mas adotar-se-á o processo de regresso à normalidade. Este anúncio foi feito em conferência de imprensa, na sequência do Conselho de Ministros, que esteve reunido nesta quarta-feira para analisar, de entre outros assuntos, as linhas de orientação para o ano letivo 2021-2022.

“Ano letivo 2021/2022 ainda condicionado pelos impactos da Covid-19, mas adotar-se-á o processo de regresso à normalidade”

Segundo o Site Oficial do Governo de Cabo Verde, as aulas do próximo ano letivo 2021-2022 terão início no dia 13 de Setembro de 2021, e apesar de ainda estarem condicionadas pelos impactos da Covid-19, adotar-se-á o processo de regresso à normalidade, com o regime de aulas presenciais e a tempo integral, com carga horária completa, conforme anunciou a Ministra da Presidência do Conselho de Ministros, Filomena Gonçalves.

O anúncio foi feito em conferência de imprensa na sequência do Conselho de Ministros que esteve reunido nesta quarta-feira para analisar, de entre outros assuntos, as linhas de orientação para o ano letivo 2021-2022.

"O regime de aulas presenciais e a tempo integral, com carga horária completa, a ser implementado, terá como principais pressupostos a vacinação dos professores e funcionários e demais funcionários afetos às escolas, bem como a manutenção e o reforço das medidas adotas para conter a propagação da Covid-19", lê-se na página.

Outro pressuposto tem a ver com a implementação do plano de recuperação das aprendizagens, que consiste em antecipação do início das aulas, o prolongamento do final do ano letivo e a redução das interrupções letivas (férias intercalares do Natal, Carnaval e Páscoa).

Filomena Gonçalves explicou ainda que “está-se a ponderar, também, estender as aulas aos sábados, nos concelhos e nas escolas onde houve mais perda de conteúdos, nomeadamente no Concelho da Praia, onde as aulas do ano letivo 2020-2021 tiveram início cerca de um mês e meio mais tarde do que no resto do país”.

Ainda segundo a nossa fonte, o Conselho de Ministros apreciou e aprovou também o Plano Nacional de Prevenção e Combate à Violência Sexual de Crianças e Adolescentes para o biénio 2021-2023, para melhorar a atuação do Estado nesta matéria, sendo que, ainda neste âmbito, aprovou a estratégia de Comunicação para a Prevenção e Combate à Violência Sexual e o Plano de Comunicação do Programa Cabo Verde pela Infância e Adolescentes.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project