NOTÍCIAS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

António Nóbrega participa da oficina e aula de dança em Portugal 28 Setembro 2018

Esta a decorrer - arrancou desde terça-feira, 25 - uma “Ocupação Brincante” que inclui duas oficinas e duas aulas-espetáculo, no Teatro da Cerca de São Bernardo, em Coimbra, Portugal, com Rosane Almeida. O evento conta ainda com a presença do músico e bailarino brasileiro António Nóbrega, fundador do Instituto Brincante, que se encontra no país a convite da Cena Lusófona e da companhia de teatro portuguesa A Escola da Noite.

António Nóbrega participa da oficina e aula de dança em Portugal

Segundo a organização, a iniciativa vem ao encontro da inauguração do “Espaço Brincante”, a sala polivalente das novas instalações da Cena Lusófona, onde passará a haver iniciativas regulares de formação no domínio das artes cénicas.

Ou seja, entre 25 e 30 de Setembro, a Cena Lusófona e A Escola da Noite acolhem em Coimbra a “Ocupação Brincante” com António Nóbrega e Rosane Almeida. O programa desenhado com o artista brasileiro (que em 2003 participou no festival Estação, nesta cidade) dará a conhecer o notável trabalho de pesquisa e formação desenvolvido por aquele que é um dos mais singulares músicos, bailarinos e coreógrafos contemporâneos do Brasil e do espaço lusófono.

De terça a sexta-feira, terão lugar duas oficinas, com a duração de 4 dias – uma de dança, dirigida por Rosane Almeida, e outra de música e poesia, dirigida pelo próprio Nóbrega. “Uma linguagem brasileira da dança” e “Tirando versos na rima” são particularmente apelativas para intérpretes de artes cénicas, alunos/as e professores/as do ensino artístico e educadores/as mas destinam-se ao público em geral e podem ser frequentadas por qualquer pessoa, independentemente da experiência artística que tenha.

Aulas-espetáculo

“Com Passo Sincopado” e “Mátria” são os títulos das duas aulas-espetáculo que António Nóbrega apresentará no palco do TCSB nos dias 29 e 30 de Setembro (sábado às 22h00 e domingo às 16h00).

Segundo a mesma fonte, na primeira, o artista apresenta a sua visão de uma dança brasileira contemporânea, sistematizada a partir do encontro de matrizes corporais índio-africano-ibero-populares (passos, giros, meneios, molejos, gingados, etc.) com princípios técnicos, práticas e procedimentos formais provenientes de linguagens de dança do Ocidente e Oriente.

Em “Mátria”, que define como “ uma viagem lírica e brincalhona e ao mesmo tempo repleta de significados”, Nóbrega aprofunda, através da música cantada e instrumental, da dança e da representação, uma síntese da fricção cultural que identifica no Brasil contemporâneo, entre o rico imaginário cultural popular brasileiro (a “Mátria”) e “o universo cultural Pátria – o da técnica e sistematização desenvolvidos pela tradição ocidental de cultura, de ascendência greco-latina-judaico-bárbaro-cristã”, conclui a organização do evento.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade



Mediateca
Cap-vert

blogs

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project