INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Argélia: Presidente Bouteflika morre aos 84 anos — ’Ícone Não-Alinhado na ONU’ 19 Setembro 2021

Abdelaziz Bouteflika, combatente pela independência argelina, presidente da Assembleia-Geral das Nações Unidas e presidente da República entre 1999 e 2019, faleceu esta sexta-feira, 17, na sequência do AVC que sofreu em 2013.

Argélia: Presidente Bouteflika morre aos 84 anos — ’Ícone Não-Alinhado na ONU’

Em 2019, ao fim de vinte anos no cargo presidencial, Abdelaziz Bouteflika foi levado a renunciar no meio de uma onda de protestos na Argélia e diáspora. Saiu do poder sem glória o homem que desde a juventude incarnou o orgulho argelino como um dos líderes da Revolução Argelina (1954-1962).

Com a independência, esteve quase dezoito anos no poder, primeiro como ministro da juventude em 1962-63, depois entre 1963 e 1979 tornou-se aos vinte e seis anos o mais jovem ministro dos Negócios Estrangeiros, recorde mundial que ainda se mantém.

Em 1978, Bouteflika era um dos militares cotados para substituir o extinto coronel Boumedienne na chefia do Estado. O exército porém nomeou o ministro da Defesa Chadli Bendjedid como novo presidente.

Dissensões levaram em 1981 Bouteflika ao exílio, perseguido judicialmente como político corrupto. Só regressou à Argélia em 1987- Nesse mesmo ano, foi readmitido no seu partido, trinta anos depois de ter em 1957 aos dezanove anos ingressado no braço armado do partido FLN pela independência perante a França.

Entre os seus marcos no terceiro milénio, destacam-se em 2002 o seu desempenho para o fim da Guerra Civil da Argélia (1991-2002) e do estado de emergência no Pós-Primavera Árabe, em 2011.

Presidente da AG-ONU convida Arafat, defende entrada da China

Em 1974, o ministro dos Negócios Estrangeiros da Argélia — ícone do anticolonialismo — presidia à Assembleia-Geral das Nações Unidas e destacou-se pelo convite ao líder da Palestina Yasser Arafat para discursar nesse órgão.

O presidente da AG-ONU Bouteflika — coerente com a política do seu país do Movimento dos Não-Alinhados — insistiu que a China devia ingressar na ONU. Também defendeu a luta anti-apartheid na África do Sul e consta que o (menos jovem) Nelson Mandela recebeu do argelino o primeiro treino militar, segundo registos biográficos de ambos.

Fontes: Le MondeBBC/AP... Relacionado: Argélia: Bouteflika demite-se, enfim — Quis incarnar orgulho argelino mas retira-se sem glória, 04.abr.019; Argélia: Demissão de Bouteflika em 28 de abril — ..., 02.abr.019; Argélia em peso na rua pela demissão de Bouteflika — 1 milhão na 6ª sexta-feira de protesto em Argel, 30.mar.019; Argélia: Combatente ‘mujahida’ Djamila de 83 anos sai à rua — ’Bouteflika alienou mulheres que lutaram pela independência’, 11.mar.019; Argélia: Juventude ’farta’ de PR Bouteflika que corre para 5º mandato, 25.fev.019. Foto(AFP): Em agosto de 2018, o presidente Bouteflika era notícia por ter sido levado de novo para o exterior, em busca de tratamento médico relacionado com a doença prolongada de que padecia desde 2013.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project