REGISTOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Arqueólogos amadores descobrem tesouro de prata 17 Abril 2018

Centenas de moedas de prata com mil anos, anéis, pérolas e pulseiras, ligadas à era do rei dinamarquês Harald Gormsson, foram encontradas na ilha alemã Ruegen, no mar Báltico.

Arqueólogos amadores descobrem tesouro de prata

Citado pelo MM, a fonte referida revela que foi encontrada em Janeiro deste ano, uma moeda de prata por dois arqueólogos amadores, um deles um menino de 13 anos, num campo perto da vila de Schaprode. Mais tarde o departamento de arqueologia alemão envolveu-se e o tesouro completo foi escavado durante o último fim-de-semana."É o maior tesouro encontrado de moedas do género na região sudeste do Báltico", disseram em comunicado, citado pela Associated Press.

Os dois arqueólogos amadores foram depois convidados a participar na escavação com os profissionais. Rene Schoen e Luca Malaschnitschenko estavam a usar detectores de metal no campo, quando encontraram a pequena peça de prata, que inicialmente pensavam ser lixo de alumínio. “Ao limparem-na perceberam tratar-se de algo bem mais valioso”.

Segundo os profissionais e especialistas em Arqueologia, o tesouro deverá pertencer ao reinado de Harald Gormsson, mais conhecido por “Harald Bluetooth”, que viveu entre os anos 910 – 987. “Foi um dos últimos reis vikings do que é agora a Dinamarca, o norte da Alemanha, o sul da Suécia e parte da Noruega”.

Refere-se que o nome “Harald Bluetooth” terá surgido devido ao facto de este ter um dente podre que parecia azul, mas é mais conhecido por dar nome à tecnologia Bluetooth inventada pela companhia sueca Ericsson.

“A empresa chamou “Bluetooth” em homenagem ao rei viking que conseguiu unir a antiga Escandinávia. Daí que o seu símbolo seja o das suas iniciais em alfabeto rúnico: HB”, mostra o documento, citado pelo MM.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade



Mediateca
Cap-vert

blogs

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project