NOTÍCIAS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Artistas Adelaide João e Cecília Guimarães morrem de Covid na ’Casa do Artista’ com dezenas de infetados 04 Fevereiro 2021

A Casa do Artista conta esta quarta-feira, 3, com seis mortes e a mais recente é a atriz Cecília Guimarães, de 93 anos. A situação pandémica agravou-se no lar que acolhe artistas no bairro de Carnide em Lisboa: 27 pessoas estão infetadas por Covid-19.

Artistas Adelaide João e Cecília Guimarães morrem de Covid na ’Casa do Artista’ com dezenas de infetados

A atriz Adelaide João (1921-2021) nasceu como Maria da Glória Pereira Silva. Ao integrar o grupo de teatro amador da empresa onde trabalhava, resolveu compor o seu nome artístico com os dois primeiros nomes da mãe e do pai. Durante vinte anos conciliou o trabalho com o teatro amador.

Foi já aos 40 anos que foi estudar teatro — em Paris, graças a uma bolsa da Gulbenkian. Conseguiu formar-se e com a sua carteira de atriz profissional pôde trabalhar com várias companhias francesas.

Em entrevistas à RTP, contou vários espisódios de vida. Um deles: chegou a trabalhar numa companhia de teatro que era dirigida por Ingmar Bergman, o mais conhecido dos realizadores suecos.

Em 1965, Adelaide João regressa de vez a Portugal. Trabalha na televisão e integra a Companhia do Teatro Estúdio de Lisboa e sucessivamente outras companhias teatrais.

O seu trabalho na televisão repartiu-se por séries, telenovelas, telefilmes e teatro televisivo. É sobretudo conhecida pelo trabalho nas primeiras novelas portuguesas: Vila Faia (1982), Origens (1983), Chuva na Areia (1985), Palavras Cruzadas (1987). Em 2007 recebeu o Prémio Sophia pela sua carreira.

Cecília de Guimarães

Outra das mortes por Covid-19 foi Cecília de Guimarães, que faleceu no Hospital de Santa Maria, na segunda-feira. A atriz nasceu em Lisboa, em de 28 de maio de 1927, fez o curso do Conservatório Nacional e estreou-se com A Qualquer Hora o Diabo Vem, de Pedro Bom, no Teatro da Rua da Fé (1951).

Convidada por António Lopes Ribeiro para participar no filme O Primo Basílio, foi distinguida com o prémio para Melhor Atriz.

Na sua carreira de mais de 70 anos, entre teatro, cinema e televisão, Cecília de Guimarães destacava os papéis no teatro como intérprete de dramaturgos como Tennessee Williams, Shakespeare, Tchekhov e Lorca.

Casa do Artista, lar de idosos

A situação pandémica agravou-se na quarta-feira, 3, no lar de idosos que acolhe artistas no bairro de Carnide em Lisboa, Além das seis mortes a lamentar contam-se 27 pessoas nfetadas por Covid-19.

Fontes: DN/TVI. Fotos: Casa do Artista. (A contar do alto e da esquerda para a direita): A cantora , as Adelaide João e Cecília de Guimarães.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project