DIÁSPORA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Artistas plásticos cabo-verdianos residentes em Luxemburgo trazem a sua arte a S. Antão 31 Julho 2009

Os artistas Nelson Neves (foto) e Tomás Medina vieram do Luxemburgo para expor na sua terra natal, trinta anos depois de sairem de Cabo Verde. "Expor pela primeira vez os nossos trabalhos artísticos na terra que nos viu nascer é o culminar de um sonho desde há muito acalentado", confessam emocionados esses dois cabo-verdianos que há muito empreenderam o caminho da emigração vivendo hoje no Luxemburgo.

Artistas plásticos cabo-verdianos residentes em Luxemburgo trazem a sua arte a S. Antão

"A nossa exposição em São Vicente foi um sucesso e em Santo Antão está a provocar um interesse elevado, em particular no seio da juventude. Isso para nós são estímulos que contribuem para levarmos mais longe o nome de Cabo Verde, através da nossa arte”, assegura a dupla que também passou o tempo que durou a exposição a iniciar os jóvens de Santo Antão no caminho das artes.

Financiadas pelo Ministério da Cultura de Luxemburgo, tanto a mostra de pintura como a formação decorrem no Centro da Cruz Vermelha, na Vila da Ribeira Grande. Os jovens dos liceus de Coculi, Povoação e Paul bem como os reclusos da Cadeia Civil de Ponta do Sol estão encantados com o novo mundo que os pincéis e as telas podem pintar, para além do Horizonte. De todas as cores e tamanhos.

“A Câmara da Ribeira Grande, Delegação Escolar, Cruz Vermelha e artistas locais são outros intervenientes que Nelson Neves e Tomás Medina fazem questão de lembrar e agradecer, por esse reencontro feliz com a terra-mãe e a sua gente.

MN

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade



Mediateca
Cap-vert

blogs

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project