ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Transportes: Sócio promotor denuncia que o governo encalhou Cabo Verde Fast Ferry para promover Transinsular 16 Abril 2021

O promotor e ex-sócio gerente de Cabo Verde Fast Ferry, Andy Andrade, explica, no seu livro - A Verdadeira e única história de Cabo Verde Fast Ferry - os meandros do caso desta empresa, ao longo dos vários capítulos. Andy acreditava nos avanços da CVFF, mas que seria, por um lado, a grande preocupação do governo, que, por outro, acabou por colocar fim às atividades da CVFF e dar lugar a firma portuguesa transinsular. Denuncia que, desde sempre, o desejo do governo era por um lado, “encalhar a CVFF e, por outro, promover a Transinsular”.

Transportes: Sócio promotor denuncia que o governo encalhou Cabo Verde Fast Ferry  para promover Transinsular

Segundo as informações publicadas por este antigo responsável da CVFF na sua página de facebook, referente aos capítulos 31/32 – governo apodera-se dos navios da CCFF - do livro, desde sempre o desejo do governo era por um lado, “ encalhar a CVFF e, por outro, promover a Transinsular ”.

Andrade alega que a transinsular sempre andava à procura de ferries, iguais aos da CVFF, mas foi uma procura nunca conseguida, já que os ferries da Fast Ferry sempre foram encomendados e feitos de raiz e à medida, precisamente para se adaptarem aos mares de Cabo Verde.

A transinsular sem alternativas para aquisição de navios, assim referido na publicação, o governo teve que interferir para que esta sociedade portuguesa viesse “a apoderar” dos navios da CVFF. Conforme a publicação, o “NÃO” não deveria ser resposta, já que, as consequências seriam outras.

“Se eu dissesse um NÃO, estaria de regresso aos EUA num caixão ou então, numa cadeira de rodas, devido a um possível AVC”, avança Andy na publicação.

No dia 12 de julho de 2019, conclui-se o acordo unilateral, através da nacionalização da empresa e instruiu o leasing das três unidades marítimas da CVFF: KRIOLA, LIBERDADI e PRAIA D’AGUADA. Refere a texto que, os 3 navios foram “servidas em bandeja de prata” à Cabo Verde Interilhas, uma empresa da Transinsular que nessa data pertencia 100% aos executivos portugueses, e que o afretamento das embarcações foi “forçado”, o que levou a suspensão das operações marítimas da CVFF e a sua saída do mercado.

Andy escreve que a única mudança ocorrida foi a gestão que passou das mãos de uma equipa empresarial cabo-verdiana para executivos portugueses, que conforme diz, chegaram ao país completamente desprovidos, apenas com uma mala cheia de logótipos e t-shirts promocionais.

No entanto, os aplausos e o entusiasmo não duraram muito, conforme refere o ex-promotor do projeto, quando se começa a notar sinais de “sufoco financeiro” e que 1 mês depois o governo resolve adiantar à CVI um montante de aproximadamente 5 milhões de euros.

Em contraste, aponta o Andy, que a CV Fast Ferry havia lutado arduamente durante largos anos com faturas de subsídios pendentes que nunca foram liquidadas pelo governo da República.

Ofensiva do governo para escangalhar CVFF

O antigo promotor acredita que, nos últimos meses de operações a CVFF transformou-se numa das empresas de maior sucesso em Cabo Verde, e o projeto cumpriu as suas promessas.

Afirma que o governo montou uma “ofensiva muito bem organizada”, com o objetivo de “escangalhar a CVFF, assumir o controlo dos seus navios e entregá-los, de mão beijada, a uma entidade estrangeira, ou seja, a Transinsular”.

Perante tudo o que aconteceu, o mesmo conta que, a “sua alma chora” de arrependimento por não ter conseguido “travar mais uma luta para defender esse projeto” que também abrange a sua ilha natal, que é ilha Brava, que continuará a enfrentar desafios em termos de perda de população.

Para finalizar o capítulo referido, Andy Andrade sublinha que a Cabo Verde Fast Ferry foi um “Projeto Realizado” e “tem orgulho” em ter desempenhado um papel determinante no desenvolvimento de Cabo Verde.

AC/Redação

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project