POLÍTICA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Taxistas do Sal descontentes com a Câmara: Associação de classe pede cumprimento do protocolo assinado “há quase dois anos» 31 Maio 2021

O presidente da Associação de Táxi (Aprotal), no Sal manifesta-se descontente com a postura da Câmara Muncipal. Em causa está imcumprimento do protocolo assinado com a autarquia, “há quase dois anos”, visando a melhoria das condições de segurança dos profissionais e clientes, em consequência da covid-19.

Taxistas do Sal descontentes com a Câmara: Associação de classe pede cumprimento do protocolo assinado  “há quase dois anos»

Segundo a Inforpress, Adalberto Silva fez esta reclamação no período antes da ordem do dia destinado aos munícipes, no decurso dos trabalhos da Assembleia Municipal, realizada no último fim-de-semana no Salão Nobre dos Paços do Concelho.

Aquele responsável abançou que esta reclamação justifica-se pelo facto de, desde 11 de Agosto de 2019, a associação e a Câmara Municipal do Sal terem assinado um protocolo, mas até este momento nada do acordado foi ainda posta em prática.

Silva explicou que a Câmara de Júlio Lopes comprometeu-se, através deste acordo, conceder apoio financeiro para a aquisição de materiais e instrumentos necessários para o combate da pandemia da covid-19, para a melhoria das condições de segurança dos profissionais e clientes dos serviços de táxis na ilha, “aumentando assim a confiança dos utentes”.

Por outro lado, continuou, além deste compromisso, a autarquia assegurou ainda uma quantia mensal no valor de 30 mil escudos para o arrendamento de um espaço que servirá de sede da referida associação, bem como reverter as receitas obtidas do licenciamento da actividade de táxi a favor da Aprotal, mediante apresentação de projectos que visem a melhoria de condições de trabalho e prestação de serviços em táxi.

“Mas até esta nada. Nenhum ‘feedback’, apesar das várias tentativas. Somos conscientes que, nós todos, o País e a ilha estamos a passar por momentos difíceis, mas planeamos os projectos da Aprotal confiante nesse protocolo assinado com a câmara Municipal”, contou.

Por seu lado, a Aprotal, no âmbito desse acordo, obriga-se a prestar todas as informações solicitadas pela Câmara Municipal do Sal, bem como apresentar os comprovativos do pagamento mensal da renda referente ao espaço, arrendado para respectiva sede.

Além desse compromisso, deverá também, promover e apoiar actividades de cariz social promovidas pela edilidade, bem como de sensibilização referente à pandemia da covid-19, entre outras.

Adalberto Silva disse ter “fiado e confiado” no presidente da câmara, Júlio Lopes, que prometeu tudo fazer para que os taxistas não “passassem por dificuldades”.

“Neste momento toda a gente está a passar por dificuldades, mas gostaríamos que essa parceria fosse avante, mas está só no papel (…)”, lamentou, segundo ainda a Inforpress, referindo que já estão “cansados de esperar”, não obstante os condicionalismos que a conjuntura impõe.

“Os associados não têm podido pagar as quotas dado à quebra de rendimentos, além do mais, o protocolo propõe reverter o montante da actividade de táxi a favor da associação, e até esta nada, enquanto continuamos a pagar os compromissos com taxas e impostos, aos quais diz-se que fomos isentos, mas não há nenhum documento (…), daí que estamos a depender deste acordo”, reiterou, esperançado na sua efectivação.

Sem entrar muito em detalhes, o presidente da Câmara Municipal do Sal, Júlio Lopes, considerou que a pandemia teve “um impacto enorme” a nível das receitas da câmara, “uma perda a volta de mais de cem mil contos”, sem contar com a não entrada de outros valores.

Por isso, precisou, “certas coisas” ficam por fazer, porque a parte social é a prioridade e que “as outras necessidades serão vistas num momento” quando a câmara estiver “melhor em termos de recursos financeiros”, conclui a fonte deste jornal.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project