INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Atitudes vacinocéticas: Nos EUA, rifa de $1M convence a vacinar — Médico queniano anti-vacinas morre de Covid 07 Junho 2021

Para convencer os vacinocéticos — que por medo ou desconfiança ou ideologia fazem orelhas moucas às campanhas de vacinação —, as autoridades do Estado do Ohio recorreram ao velho engodo do dinheiro: "Tomas a vacina e podes ganhar a lotaria de um milhão de dólares". Muitos seguiram o canto da sereia e a primeira a ganhar foi a Abbigal Bugenske, de 22 anos (foto em baixo).

Atitudes vacinocéticas: Nos EUA, rifa de $1M convence a vacinar — Médico queniano anti-vacinas morre de Covid

No outro lado do mundo, continua a destacar-se as repercussões do combate às vacinas anti-Covid por parte do médico Stephen Karanga, falecido por Covid em 29 de abril. Convencido da inutilidade das vacinas, o médico — já conhecido pelas suas posições controversas, ele que se afirmava como "médico católico convicto" —também convenceu milhares de quenianos a não se deixarem vacinar e, em vez disso, usarem vaporizações e comprimidos de hidroxicloroquina.

No mesmo dia em que o presidente Uhuru Kenyatta presidia à entrega, em março da primeira encomenda de vacinas no país, o médico fez um comunicado em que avisava os concidadãos quenianos a "não se deixarem vacinar". Dirigiu então um apelo ao presidente para parar a distribuição.

A OMS perante o combate que o doutor Stephen Karanga fazia às vacinas anti-Covid emitiu, em março, um aviso ao país: "[A vacina] que está a ser administrada no Quénia foi avaliada e considerada segura, não só segundo os rigorosos padrões da OMS mas também por outras autoridades".

Lotarias, rifas

Nos Estados Unidos, Joseph Costello, de 14 anos, ganhou a semana passada a primeira das cinco bolsas de estudos universitários no valor de cem mil dólares. 133 mil ohioanos com idades entre os 12 e 17 anos concorreram à rifa das bolsas de estudos, que vai contemplar cinco pessoas em cinco semanas.

"Senti como se me tivessem tirado um peso de cima dos ombros", reagiu a vencedora da última extração esta semana da rifa das bolsas de estudos, Zoie Vincent de 17 anos. "Agora posso focar-me só em estudar, sem me preocupar com correr atrás do dinheiro para pagar os estudos".

O condutor da Amazon Jonathan Carlyle (ao alto) foi o mais recente galardoado com o segundo prémio de um milhão de dólares, quando ainda falta apurar mais três.

Fontes: CNN/ NY Times/ Foto da BBC: O médico queniano. Fotografias do gabinete do governador do Ohio: Jonathan, Zoie, Joseph e pais. Em baixo: Abbigal Bugenske, a primeira milionária dos vacinados.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project