LUSOFONIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Atriz eterna ’Escrava Isaura’ sugere boicote aos produtos da Floresta Amazónica — "Bolsonaro, o pior momento da nossa história" 02 Mar�o 2021

A atriz Lucélia Santos, de 64 anos que dominou o universo das telenovelas entre os anos de 1976 e até à década de 1990, é uma das mais acérrimas críticas de Bolsonaro. Em Lisboa, fez um apelo ao boicote de produtos da Amazónia — em nome da salvação da maior floresta mundial.

Atriz eterna ’Escrava Isaura’ sugere boicote aos produtos da Floresta Amazónica —

O boiciote atinfiria as marcas brasileiras de produtos de beleza como a Boticário e A quem disse berenice ou ainda as Havaianas — que estão em Portugal há décadas. Estão entre as doze maiores empresas com capital brasilleiro em Portugal. Incluidas estão a TAP, a fabricante de aviões Embraer com sede portuguesa em Évora.

O boicote às primeiras três empresas acima referidas, cujos produtos dependem de matéria-prima extraída da maior floresta mundial, está a ser levado a sério por Lucélia Santos. Demonstrou-o em várias intervenções na televisão portuguesa durante o período em que morou em Portugal, durante a rodagem da telenovela da TVI.

Lucélia Santos em entrevistas à emissora TVI admitiu que saiu do Brasil revoltada com a atual situação política e económica do país. A intérprete da inesquecível Escrava Isaura afirma ter sido "perseguida" por se expressar contra o governo de Bolsonaro.

"Sou perseguida por isso há muitos anos. Eu sempre tive uma posição de esquerda, assumidamente. Sempre estive do lado dos trabalhadores e das populações mais afetadas...", revelou.

Lucélia não poupou críticas ao país, cujo cenário político e económico, classificou como o "pior momento do Brasil desde a ditadura militar".

"É um retrocesso civilizatório, uma coisa inexplicável. Todo o dia no Brasil você acorda e acha que está vivendo um pesadelo. Só que você acorda e está dentro do pesadelo, porque ele não passa. E a cada dia as notícias vão piorando. É um desrespeito total às instituições, à constituição, inclusive. A grande meta no Brasil hoje é defender a democracia, que está frágil. A gente está debaixo das botas dos militares, inclusive com relação ao Supremo Tribunal Federal. Isso é uma crise institucional e quase constitucional".

Fontes: TVI/TV. Foco. Fotos: Aos 19 anos, Lucélia Santos estreou-se na telenovela ’Escrava Isaura’. 45 anos depois.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project