CORREIO DAS ILHAS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Autarcas e agricultores agradados com notícia da chegada de um barco para a linha Santo Antão/São Nicolau/Sal/Boa Vista 05 Outubro 2018

A introdução, em breve, de um navio propriedade do armador santantonense Evandro Oliveira, para a linha marítima Santo Antão/São Nicolau/Sal/Boa Vista, constitui “uma grande notícia” para os autarcas e agricultores da ilha.

Autarcas e agricultores agradados com notícia da chegada de um barco para a linha Santo Antão/São Nicolau/Sal/Boa Vista

Quem o diz é, segundo a Inforpress, o presidente da Câmara Municipal da Ribeira Grande. Orlando Delgado explicou que se trata de um barco dotado de condições de frio que, quinzenalmente, vai ligar estas ilhas, mas sobretudo fazer a interligação entre Santo Antão, Boa Vista e Sal, permitindo assim o escoamento dos produtos agrícolas santantonenses para esses mercados turísticos emergentes.

O navio, cujas características não foram avançadas, foi já baptizado e inicia dentro de pouco tempo a ligação marítima inter-ilhas, que “será um grande alento” para os produtores de Santo Antão, a enfrentarem, actualmente, o problema de mercado, devido, por um lado, ao embargo imposto aos produtos agrícolas desta ilha e, por outro, a dificuldades de transportes, segundo Orlando Delgado.

“O barco já está a funcionar e será um grande alento para os agricultares, que terão a oportunidade de exportar para as ilhas do Sal e Boa Vista”, regozijou-se o autarca.

Segundo a mesma fonte, o Governo espera ainda este ano concluir o processo sobre os transportes marítimos inter-ilhas, uma medida “fundamental para o futuro” do arquipélago, que irá facilitar o acesso às ilhas e aumentar as oportunidades de investimentos, uma garantia deixada, em Setembro, à Inforpress, pelo vice-primeiro-ministro, durante uma visita a Santo Antão.

“O concurso está avançar e esperamos que, ainda este ano, tenhamos uma solução para a ligação marítima inter-ilhas”, avançou, na ocasião, Olavo Correia, explicando que, além de melhorar, ainda mais, a ligação entre as ilhas, a resolução do problema dos transportes permite ainda “o acesso mais barato às ilhas” e o aumento das oportunidades para os demais sectores económicos.

Para o vice-primeiro-ministro, o Governo tem “todo o interesse” em resolver esta questão ainda em 2018, “para o bem de todos, do Governo, mas principalmente dos cabo-verdianos e daqueles que procuram Cabo Verde para investir”.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade



Mediateca
Cap-vert

blogs

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project