Editorial

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Autárquicas 2020: Mudança política pode começar na Câmara de S.Vicente 21 Julho 2019

Estando a funcionar como o epicentro das grandes manifestações de protestos contra o atual Governo do MpD, tudo indica que o início da mudança política no país pode começar em S. Vicente com as eleições autárquicas de 2020. Para tal, analistas locais defendem ser crucial uma candidatura independente à Câmara Municipal, que pode contar com o apoio do bloco central de eleitores - descontentes e equidistantes dos partidos do arco do poder - que é pró ao movimento cívico Sokols 2017.

Autárquicas 2020: Mudança política pode começar na Câmara de S.Vicente

A fazer fé nas mesmas fontes, o principal partido da oposição (PAICV) e a UCID, que se apresenta como a segunda força mais votada na ilha, deviam apoiar essa possível candidatura independente. «Estrategicamente, o objetivo principal seria construir uma frente única para correr democraticamente com o Edil Augusto Césaria Neves, suportado pelo MpD, da Câmara de S.Vicente, cuja visão de desenvolvimento e desempenho estão muito aquém da ambição da ilha de Monte Cara», fundamentam.

Ou seja, na óptica dos observadores referidos, uma eventual alternativa política independente à frente do Município de S.Vicente, poderia constituir uma lufada de ar fresco para a ilha, que há mais de um década vem sendo gerida pelo MpD. Isto sem que se tenha registado resultados dignos de nota para a projeção de S.Vicente e a melhoria das condições de vida da sua população, estimada em mais de 80 mil habitantes.

Para um seguidor atento da vida política local, uma mudança política na Câmara de S.Vicente vai permitir a reformulação de uma nova visão para o desenvolvimento da ilha, focada nas suas potencialidades para dinamizar a economia que se encontra estagnada e gerar mais empregos. Neste particular, destaca a sua inserção dinâmica no plano internacional através sobretudo da cooperação descentralizada, o esforço para tirar o melhor proveito da sua vocação turística com a Baia do Mindelo como uma das mais belas do mundo e a potenciação das ricas manifestações culturais – carnaval, festival da baía, mindelact, Kavala Fresk Feastival, entre outras festas populares e indústrias criativas da ilha.

Mas, segundo fundamentam as fontes mencionadas, tudo vai depender do desempenho dos diferentes concorrentes às autárquicas de 2020 e do juízo final a ser feito pelo povo sanvicentino, o qual dever traduzir-se nos votos expressos nas urnas. Se vier concretizar ou não essa mudança política desejada no Largo da Pracinha da Igreja, de certeza que vai ter uma forte influência nos resultados das legislativas de 2021 na ilha do Porto Grande – pode constituir o inicio da derrocada ou da continuidade do atual Governo do MpD, já que São Vicente, segundo certas elites, funciona quase como um laboratório político nacional.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project