AUTÁRQUICAS 2020

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Praia: “A escolha de um dia pode custar quatro anos” – presidente do PAICV 22 Outubro 2020

A presidente do PAICV alertou ao eleitorado que a escolha de um dia pode custar quatro anos, argumentando que uma câmara que não fez nada durante 12 anos não está em condições de prometer nada neste momento.

Praia: “A escolha de um dia pode custar quatro anos” – presidente do PAICV

A líder do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV), Janira Hopffer Almada, fez este apelo quando apoiava a candidatura do seu partido encabeçada por Francisco Carvalho, em mais uma ação de campanha, na tarde desta quarta-feira no bairro de Achada de São Filipe.

Na ocasião criticou a gestão da atual equipa camarária, com acusações de indícios e suspeitas de atos de corrupção em torno, sobretudo da questão de terrenos na Praia.

Adiantou ainda que 12 anos depois, o município não tem um programa de habitação, um programa de disponibilização de lotes para as famílias carenciadas e jovens quadros, e nem uma política de ordenamento do território na Praia e para o ordenamento da orla costeira.

“Gostaríamos de pedir às pessoas para que tenham muita força e coragem para aguentarem até domingo, para não trocarem os seus votos por nada, porque o voto é a sua dignidade, porque a escolha de um dia pode custar quatro anos. Portanto, uma câmara que não fez nada durante 12 anos para as pessoas mais carenciadas não está em condições de neste momento prometer que fará mais amanhã”, sustentou.

Por este motivo, declarou que o PAICV tem grande expectativa para as eleições deste domingo, porque, conforme disse, tem notado “claramente” que os praienses “estão muito desiludidos e insatisfeitos” com a forma como a Praia tem sido gerida nesses 12 anos de governação do MpD.

Janira Hopffer Almada afirmou que o sentimento de desespero já tomou conta do Governo, de tal modo que, até o ministro dos Negócios Estrangeiros vai fazer uma visita ao mercado de sucupira, neste período eleitoral, prometendo o apoio de dez mil escudos aos rabidantes justificando com a pandemia.

“Portanto confio nos praienses, e confio ainda que, como o PAICV, querem uma Praia para Todos”, concluiu.

Para as eleições de 25 de Outubro, na Praia, estão inscritos 86.180 eleitores.

Além de Francisco Carvalho, concorrem às eleições de 25 de Outubro, na Praia, Amândio Barbosa Vicente (PP), Any Reis (Sociedade Civil), Carlos Lopes (L.U.T.A), Denise Tavares (DSB), Francisco Silva (UCID), Jeremias Garcia (MPJT) e Óscar Santos (MpD).

Nas eleições de 2016 neste município concorreram cinco listas, tendo o MpD (Óscar Santos) conquistado a câmara com 62,74% dos votos, PAICV (Cristina Fontes) 32,43%, UCID (Francisco Silva) 1,77%, PP (Amândio Vicente) 0,61%, e PTS (José Augusto Fernandes) 0,26%.

A nível nacional, participa na corrida um total de 65 candidatos, sendo 22 do MpD, 22 candidatos do PAICV, sete da UCID, dois do PP, sendo 1 no município da Praia e 1 para Assembleia Municipal na Boa Vista, e mais 12 candidatos independentes que disputam as câmaras municipais da Ribeira Grande (1), de Santa Catarina (1), São Domingos (1), Tarrafal de São Nicolau (1), Sal (1) Tarrafal (2), Praia (4) e São Vicente (1). A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project