AUTÁRQUICAS 2020

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Tarrafal de Santiago: Candidatos concentram atenções nas zonas altas do município 19 Outubro 2020

Nesta segunda-feira todas as atenções estiveram centradas nas zonas altas no município do Tarrafal do Tarrfal de Santigo, com os vários candidatos a deslocarem-se a estas regiões para os contatos com os moradores locais.

Tarrafal de Santiago:  Candidatos concentram atenções nas zonas altas do município

A candidatura independente “Unidos por Tarrafal” (UT) de Domingos Semedo do grupo independente, revisitou as zonas altas do município com a promessa de criar uma delegação municipal para aproximar o poder local destas regiões, e que surge da auscultação da vontade e necessidade destas populações que reclamam maior atenção e proximidade com o poder local.

“Temos também um projeto ambicioso de saúde de proximidade com uma carteira de médicos estrangeiros e cabo-verdianos para que, periodicamente, façam atendimentos às populações dessas localidades”, acrescentou o candidato do UT.

A juntar a essas promessas, Domingos Semedo propõe, caso merecer a confiança dos tarrafalenses no pleito eleitoral de 25 de outubro, reforçar a atenção para com os setores da agricultura e da pecuária, assim como aumentar a quantidade de água disponibilizada aos agricultores.

Também o candidato Celso Ribeiro (MPD) esteve nas zonas altas, mais precisamente em Achada Lagoa, Lagoa e Achada Longueira, tendo nesta última prometido construir uma placa desportiva, caso for reeleito.

Acrescenta ainda como prioridade para aquelas regiões a reabilitação da unidade sanitária de base, para além de reabilitar e “transformar” o centro comunitário já existente, acrescentando mais valências e “torná-lo mais útil à juventude” a quem dirigiu grande parte da sua mensagem.

“A aposta é grande, mas quando estamos juntos somos mais fortes. A minha candidatura só tem sentido porque acredito em vocês”, salienta Ribeiro.

Às zonas altas de Monte, Ponta Furna e Fazenda, deslocou-se a candidatura do Movimento Independente do Tarrafal (MIT), liderado por Cláudio de Sousa.

O líder MIT critica o poder local de “explorar a ignorância da população” e sustenta a sua afirmação com a carência de bens básicos naqueles povoados rurais.
No que diz respeito às propostas do MIT, Sousa, aponta como uma das prioridades a necessidade de promover o turismo rural e de montanhas, por forma a explorar a potencialidade dessas regiões altas.

“Não está a ser fácil convencer as pessoas de que somos diferentes, porque estamos a trabalhar num terreno que já está minado. Os partidos políticos já cometeram muitos erros aqui no Tarrafal e as pessoas já perderam a esperança”, expressou o candidato independente que afirma a sua resiliência e determinação em mudar este cenário de “descrença” na classe política. Enquanto única candidatura “verdadeiramente independente”, Sousa considera o MIT a equipa certa para trazer mudanças positivas ao município.

Rita Ramos (Estagiaria)/Redação

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project