LEITURA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Escritor Germano de Almeida lamenta que jovens leiam pouco e sejam influenciados "pela sociedade e nem sempre por coisas boas" 30 Outubro 2021

O festival literário "Escritaria", que decorre em Penafiel homenageia, este ano, o escritor Cabo-verdiano, e prémio Camões, Germano Almeida. Este sábado de manhã foi inaugurada uma exposição sobre o autor, sendo lançado o novo livro do escritor esta tarde, com o título "A confissão e a culpa".

Escritor  Germano de Almeida lamenta que jovens leiam pouco e sejam influenciados

Em entrevista à Rádio Televisão Portuguesa (RTP), Germano Almeida confessou que não contava com a homenagem no festival literário e que ficou surpreendido "com a exposição". "Ao mesmo tempo, estou divertido e comovido", expressou o autor cabo-verdiano, que começou a escrever mais "a sério" aos 50 anos.

"Não me defino com escritor. Digo sempre que sou contador de histórias", afirmou, acrescentando que "lia muito". "Devo ter lido todos os livros que havia na Boa Vista naquele tempo".

Quanto aos jovens que não lêem, Germano Almeida lamenta, porque estão a ser "influenciados pela sociedade e nem sempre por coisas boas" e que os "meios de comunicação modernos não dão muito tempo aos jovens", disse à RTP.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project