ECONOMIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

BAI e BCA ainda não cumpriram o limite de crédito previsto no Aviso 10 23 Agosto 2021

Apenas os bancos BAI e BCA ainda não cumpriram a moratória de conceder crédito no âmbito do aviso 10/2020 do Banco Nacional de Angola (BNA), que visa dinamizar o financiamento à produção nacional ao abrigo do Prodesi e obriga os bancos a concederem crédito no limite mínimo de 2,50% do ativo líquido.

BAI e BCA ainda não cumpriram o limite de crédito previsto no Aviso 10

De acordo com o relatório do BNA sobre o cumprimento da medida, o nível de cumprimento do BAI é de 61,91%. Com um ativo avaliado em 1,602,617,39 biliões de kwanzas, o banco já concedeu 25,51 mil milhões de kwanzas, dos 40,065,43 mil milhões que deve conceder como valor mínimo, à luz do aviso, conforme noticia o Jornal Económico.

Por sua vez, o BCA, cujo ativo está avaliado em 45,390,25 mil milhões de kwanzas, deve conceder 1,134,76 mil milhões e disponibilizou 1.000 milhões de kwanzas. "No entanto, estes bancos têm ainda cinco meses para se conformarem ao aviso, cujo prazo de vigência já foi alargado por duas ocasiões pelo BNA", cita a fonte.

Publicado em Abril de 2020, inicialmente o aviso deveria ser cumprido até ao final daquele ano, mas na altura, apenas oito bancos (BCGA, BIR, BNI, BVB, FNB, Keve, SBA e Yetu) tinham cumprido a concessão de crédito no valor mínimo de 2,5 % do respetivo ativo líquido e nenhum cumpriu os números mínimos de financiamento.

Como consequência, o BNA alargou, inicialmente, o prazo para até Abril de 2021 e, posteriormente, para Dezembro de 2021. De acordo com os dados do Banco Nacional de Angola, desde a publicação do aviso, já foram concedidos um total de 578,19 mil milhões de kwanzas de um total de 284 créditos concedidos, dos quais 205 com desembolsos efetivos, conforme escreve a nossa fonte.

Sabe-se ainda que as pequenas e micro-empresas receberam os valores mais baixos com 5,98 mil milhões e 1,53 mil milhões, respetivamente. Entre os que mais beneficiaram de crédito, destacam-se as grandes empresas, com 193,40 mil milhões de kwanzas, seguidas das médias empresas, com 125,92 mil milhões, cita a mesma fonte.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project