ECONOMIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Cabo Verde: Combustíveis com ligeira baixa nos preços 01 Mar�o 2018

Os combustíveis baixaram ligeiramente de preço a partir das zero horas desta quinta-feira, 01, de Marco, anuncia a Agência de Regulação Económica (ARE). Citando os dados publicados no Platts European Marketscan e LPGasWire, a reguladora afirma que durante o mês de Fevereiro registou-se uma baixa generalizada de preços dos combustíveis nos mercados internacionais, cotados em USD/ton, aliada à depreciação do euro face ao dólar americano. Um fator que, segundo a ARE, determinou uma ligeira diminuição nos preços de todos os produtos petrolíferos regulados em Cabo Verde.

Cabo Verde: Combustíveis com ligeira baixa nos preços

Assim, a partir das zero horas de hoje, a gasolina baixou 1,34 por cento (%) e passou a ser vendida a 118$10 escudos por litro. O Gasóleo Normal baixou 2,06%, passando para 95$10 escudos. O gasóleo para a eletricidade baixou 2,44% por cento e ficou em 79$90 escudos, o gasóleo de marinha também registou uma diminuição de 2,60% por cento e passa a ser vendida por 67$40 escudos.

Segundo a nova tabela que entra em vigor, o Petróleo registou uma descida de 0,12% e passou para 83$40 escudos. O preço do Fuel 380 desceu 1,87% e fixou-se em 52$40 escudos, e o Fuel 180, também desceu 1,91% e passa para 61$60 ECV/L.

Já o preço do Butano, seguindo a tendência internacional, registou uma redução mais acentuada de 5,45% e passou a ser vendido a granel por 123$20 ECV/kg.
Sendo assim, as garrafas de 3 Kg passaram a custar 351$00; as de 6kg, 739$00; as de 12,5 kg, 1.540$00 e as de 55 kg, 6.778$00.

Segundo a nota de imprensa chegada a nossa redação, a ARE justifica que, apesar do forte crescimento da demanda em 2017 e dos cortes de produção feitos pelos países da OPEP, os preços do petróleo inverteram a tendência de subida e passaram a decrescer a partir de finais de janeiro até meados do mês fevereiro, pressionados essencialmente pela divulgação de informações de aumento de produção do petróleo pelos EUA.

“Essa tendência de queda de preços só foi invertida com a apresentação do relatório mensal da Agência Internacional de Energia (IEA), no dia 13 de Fevereiro, que reviu em alta a previsão da procura global de petróleo para 2018, mas, no entanto, advertiu que o aumento da produção irá mais do que compensar a evolução da procura”, referiu a mesma fonte.

Por sua vez, a cotação do último dia (útil) do mês de Fevereiro do câmbio EUR/USD, tendo como referência o site da BLOOMBERG (14h no horário de Frankfurt), evidenciou uma depreciação do euro face ao dólar americano (1,93%), o que impediu um reflexo maior da queda do preço do petróleo no mercado interno, tendo em conta que a matéria-prima é negociada em dólares.

Os novos valores do parâmetro CP (custo de aquisição do produto) e os correspondentes preços máximos de venda ao consumidor final dos combustíveis regulados passam a vigorar de 01 a 31 de Março de 2018

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade
Cap-vert
Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project