ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Banco de Cabo Verde prevê inflação a subir até 2022 02 Novembro 2021

O Banco de Cabo Verde (BCV) prevê que o país registe uma taxa de inflação média anual de 1,6% em 2021, que deverá aumentar para 1,9% em 2022, face ao aumento dos preços dos produtos importados e na energia.

Banco de Cabo Verde prevê inflação a subir até 2022

No mais recente Relatório de Política Monetária, o BCV prevê um "aumento das pressões inflacionistas", devido à subida dos preços das "matérias-primas energéticas" e a sua transmissão aos preços internos, desde logo a atualização em alta dos preços dos combustíveis e dos preços da eletricidade (neste caso com um aumento médio de 30% desde outubro).

"Os preços no consumidor deverão aumentar até o final do ano, com a taxa de inflação média anual a atingir 1,6% em dezembro de 2021. Para 2022, espera-se que a taxa de inflação média anual atinja 1,9%", aponta o relatório.

Para o próximo ano, as previsões do BCV são igualmente afetadas pelo "efeito desfasado da inflação importada nos preços internos", pelo "impacto da previsão de agravamento do IVA e de alguns direitos de importações de bens", bem como a atualização em outubro dos preços da eletricidade, "com maior efeito em 2022".

Segundo dados da Agência Reguladora Multisetorial da Economia (ARME), no espaço de um ano, até novembro de 2021, a variação média do preço dos combustíveis em Cabo Verde correspondeu a um aumento de 60,7%, acumulando ainda um aumento de quase 10% apenas nos último mês, o que afeta transversalmente o setor dos transportes no arquipélago, totalmente dependente da importação de combustíveis refinados.

Damos tudo por tudo, para não lhe falte nada de nada!
Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #portalSAPO nas suas publicações.
Os preços em Cabo Verde aumentaram 0,3% em setembro, face ao mês anterior, a oitava subida mensal consecutiva, segundo dados do indicador revelado em 14 de outubro pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) cabo-verdiano.

De acordo com a evolução do Índice de Preços no Consumidor (IPC), este indicador recuou 0,3% em janeiro, subiu 0,3% em fevereiro, 0,7% em março, 0,1% em abril, 0,5% em maio, 0,2% em junho, 0,5% em julho e 0,8% em agosto, pelo que no acumulado de nove meses de 2021 a variação de preços é positiva em 3,1%.

O Governo cabo-verdiano estimou para este ano uma inflação acumulada (janeiro a dezembro) de 1,2%, pelo que até setembro o valor fica quase três vezes acima da previsão para todo o ano.

Cabo Verde registou uma variação acumulada anual nos preços de 0,6% em 2020, sucedendo a uma taxa de 1,9% no conjunto do ano de 2019, segundo dados anteriores do INE. A Semana com Lusa

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project