DESPORTO

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Beijing2022: AUKUS boicota Olimpíadas de fevereiro 09 Dezembro 2021

O boicote ao Beijing 2022 que o presidente dos Estados Unidos declarou na segunda-feira foi seguido esta terça-feira de igual decisão por parte da Austrália. O Reino Unido, o último da tríade AUKUS ainda está por posicionar-se sobre o boicote aos jogos de Pequim em nome da defesa dos direitos humanos.

Beijing2022: AUKUS boicota Olimpíadas de fevereiro

Decorrem menos de três meses sobre a formalização do pacto entre a Austrália, o Reino Unido e os Estados Unidos. O AUKUS foi apresentado, em 15-9, como "o maior acordo de defesa em décadas" e que "abrange a IA-Inteligência Artificial e outras tecnologias avançadas".

De imediato o AUKUS suscitou a indignação da China que o condenou no mesmo dia do seu lançamento através de uma conferência virtual entre Canberra, Londres e Washington-DC, representadas pelos primeiros-ministros Scott Morrison e Boris Johnson e o presidente Joe Biden (fotos).

"Extrema irresponsabilidade". A China através da sua embaixada em Washington condenou o pacto "irresponsável" que revela "a mentalidade da guerra-fria e preconceito ideológico" dos três signatários.

Em Pequim, o porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros declarou que o AUKUS "prejudica seriamente a paz e estabilidade na região", além de que intensifica a corrida ao armamento", disse Zhao Lijian.

— -

Fontes: Japan Times/BBC/CNN/Washington Post. Relacionado: Ásia-Pacífico: Aliança EUA-Japão desafiada por míssil da Coreia do Norte — China denuncia pacto americano-britânico-australiano que "intensifica corrida às armas", 16.set.021. Fotos (captadas de ecrã): Acordo AUKUS entre primeiros-ministros Scott Morrison, Boris Johnson e o presidente Joe Biden.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project