ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Bispo da Diocese do Mindelo “escandalizado” com o fenómeno de suicídio em Cabo Verde 22 Outubro 2022

O bispo da Diocese do Mindelo, D. Ildo Fortes, manifestou-se hoje, em Santo Antão, “escandalizado” com o fenómeno de suicídio em Cabo Verde, interrogando-se sobre as razões que levam os jovens “e até adultos” a suicidarem.

Bispo da Diocese do Mindelo “escandalizado” com o fenómeno de suicídio em Cabo Verde

Um fenómeno que nos faz escandalizar é o fenómeno do suicídio nas nossas ilhas. O que é que leva os jovens, e até adultos, a irem por aí, porque é que ninguém se deu conta. Qual era o seu problema, o que é que lhe faltava”, perguntou D. Ildo Fortes, na sua homilia durante a missa que celebrou o Dia da Paróquia São Paulo II, na Ribeira das Patas, Porto Novo.

Para o bispo da Diocese, muitas vezes as pessoas, mesmo pertencentes à mesma família ou à mesma comunidade, não se conhecem, não têm tempo para os outros e não se ouvem.

“Pois é. Não nos conhecemos, não temos tempo para os outros. Às vezes, em nossa casa, os que estão lá, não os ouvimos. Tem de estar lá à procura de alguém de fora para partilhar. Temos tempo é para o trabalho e para as outras coisas sociais”, alertou.

Na sua homilia, D. Ildo Fortes alertou para aquilo que considerou o “fenómeno das multidões”, em que os jovens estão muitas vezes inseridos, considerando que estão “no meio de multidões”, mas que estão “numa solidão tremenda”.

Estão sozinhos no meio de muita gente, partilhando o virtual. É a cultura do virtual que nos torna dependentes. É uma pena. Deixemos de lado estes acessórios e dêem atenção um ao outro”, aconselhou D. Ildo Fortes.

Falou ainda do “principal papel” da Igreja Católica, que é anunciar o Jesus Cristo, explicando que a Igreja pode até realizar outras acções de cariz social “voltadas para as pessoas” que são “importantíssimas”, mas que a principal missão da igreja é o anúncio do Evangelho, vincou.

Se não fizermos isso, ninguém fará por nós. As outras coisas há mais alguém que as pode fazer. Há as associações, as câmaras municipais, mas o anúncio do Evangelho será feito apenas pela Igreja”, sublinhou.

O bispo da Diocese do Mindelo referiu-se ainda à figura do São João Paulo II, patrono da Ribeira das Patas, vila que hoje, 22, assinala o seu dia, data que coincide com o quinto aniversário da paróquia desta localidade, lembrando que São João Paulo II foi o Papa que pisou até agora o solo cabo-verdiano e criou a Diocese do Mindelo.

João Paulo II se distinguiu também por ser um Papa da família e da juventude. Foi ele quem criou as jornadas mundiais da juventude, que dirigiu uma Igreja aberta, próxima e que dialoga”, concluiu. A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project