ECONOMIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Black Friday: Febre de compras 27 Novembro 2022

"Descontos que podem chegar até aos 40 por cento" no comércio e até em serviços de hotelaria e restauração. Longe dos 70% que chegaram a marcar a "Black Friday" até 2019, 40% é "muita bão".

Black Friday: Febre de compras

Lojas na Praia e Mindelo estão a marcar a sua "Black Friday", desde esta sexta. Uma caboverdura que sabe bem, dizem consumidores atingidos pela shoppingmania, que nasceu nos States e hoje está na ’passada’ de todo o mundo.

Um dos espaços mais ‘in’ da capital oferece "descontos que podem chegar até aos 40 por cento "em todas as lojas e restaurantes".

Um shopping — tradução local dos malls americanos — refere, na sua comunicação publicitária, que neste ano a sua "Black Friday", já em sexta edição, "mantém a tradição de ser celebrada na última sexta-feira de novembro".

Febre de compras pode custar caro

Associações de defesa do consumidor, um pouco por todo o mundo, têm conselhos a dar. Um, é estar atento ao preço antigo". «Era 700 agora é 210»? O importante é estar precavido e perguntar: — Este "era" foi... ontem? Ou há três meses? Ou há doze?

Outro, é perguntar-se se vale a pena esperar o dia dos esperados descontos para fazer determinada compra. É que, se precisa mesmo do artigo, talvez o desconto não compense a espera.

Outro ainda, é perguntar-se se não será melhor adiar para ter tempo de comparar preços entre lojas, uma que faz descontos na "Black Friday" e aquela que não faz e onde pode com calma negociar a sua compra.

‘Black out Friday’ dá confusão

A “Black Friday” transformou-se em fenómeno de vendas mundial ao fim de mais de dois séculos sobre o seu surgimento como uma celebração local, nos Estados Unidos na segunda metade do século XIX. Regista-se 1862 como a primeira vez que aconteceu a “Black Friday”, um dia por ano em que as lojas oferecem descontos que podem ir até aos setenta por cento, como parte da celebração do "Dia de Ação de Graças" (Thanksgiving Day).

Um pouco por tdo o mundo registam-se, na sexta-feira dos descontos, atropelos à entrada das lojas de roupas a eletrodomésticos e artigos tecnológicos. De Providence a Praia, de Lisboa a Los Angeles, de Amsterdão a Atlanta ...

Ao abrirem portas entre a meia-noite e as duas horas da madrugada, houve atropelos e empurrões, como mostram imagens de circuitos internos de televisão de estabelecimentos publicadas online.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project