EXPOSIÇÕES

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Boa Vista: Artesão Simão Ramos “Djidje” homenageado no encerramento da sua exposição “Botes de uma vida” 01 Junho 2022

O pescador, carpinteiro e artesão Simão dos Reis Ramos “Djidje” foi homenageado, terça-feira, em cerimónia que culminou com o término da sua exposição intitulada “Botes de uma vida” que esteve patente no Centro de Arte e Cultura (CAC).

Boa Vista: Artesão Simão Ramos “Djidje” homenageado no encerramento da sua exposição “Botes de uma vida”

Ao lado de familiares, amigos, representantes de algumas instituições e entidades da ilha, Simão dos Reis Ramos, mais conhecido por “Djidje” foi homenageado em Sal Rei durante cerimónia que lhe conferiu emoção num reconhecimento da Câmara Municipal da Boa Vista.

“Estou satisfeito e emocionado com esta homenagem. Obrigado a todos e à minha família. Desejo a todos muita saúde e tudo de bom para enfrentar os desafios da vida”, disse, emocionado, ao mesmo que sublinhou o incentivo do gesto da câmara municipal na homenagem.

Durante o evento foi-lhe atribuído um quadro no qual se inscreve esculpida a sua fotografia e biografia, uma pen contendo um vídeo sobre si, e ainda um diploma da sua exposição “Botes de uma vida”.

Por seu turno, o presidente da Câmara Municipal da Boa Vista, Cláudio Mendonça, considerou ser um dia “importante” pela homenagem e reconhecimento do “importante” trabalho de Djidje, que durante toda a sua vida tem demonstrado o seu talento e forma de fazer arte “com destreza”, apesar das dificuldades da idade.

O autarca adiantou ainda que a equipa camarária está num processo de identificação de personalidades ligadas à arte, música e outras esferas para reconhecer o mérito do trabalho que fizeram durante as suas vidas, muitas vezes actividades que tinham por base o sustento das famílias e contribuíram para o desenvolvimento da ilha da Boa Vista.

Cláudio Mendonça agradeceu a Djidje, desejando que tenha ainda tempo para ensinar aos mais novos a arte de fazer barcos de madeira.

Simão dos Reis Ramos, “Djidje”, de 81 anos, é natural e residente na ilha da Boa Vista e pescador de profissão, dedicou anos da sua vida à pesca, nas ilhas de Cabo Verde e outros países da África.

Aprendeu a arte de carpintaria aos 14 anos com Euclides Costa (Nha Kakit), e tempos mais tarde decidiu juntar as duas artes, a carpintaria e a pesca, e decidiu fazer um bote. Depois disso recebeu vários pedidos para construção de botes para pesca e até mesmo para decoração.

Com a idade avançada, parou de pescar, e com o tempo livre decidiu fazer botes em miniatura. Começou a fazer para decoração da sua casa e para oferecer a familiares, porém teve grande aceitação e demanda.

Hoje já faz em vários tamanhos e vários modelos, desde os mais simples e tradicionais de pesca, até os barcos e caravelas internacionais que passaram por Cabo Verde. Já participou e expôs as suas obras em vários eventos culturais da ilha e foi homenageado na Feira Urdi, na classe dos artesãos mais antigos do País, pelo percurso das suas obras.

Djidje também é músico, cantor e compositor, autor de várias normas, faz do seu violão a sua companhia durante o seu momento de descanso. É também presidente da Casa Racionalista Cristão da ilha da Boa Vista, transmitindo a sua filosofia de vida aos que o procuram.

Simão dos Reis Ramos, como ele mesmo se identifica, ” O homem dos sete ofícios” do “Ateliê Mestre Nha Djidje”. A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project