Legislativas 2021

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Boa Vista: Candidatos apresentam estratégias para diminuir o desemprego no país 09 Abril 2021

Os concorrentes às legislativas de 18 de abril pelo círculo eleitoral da Boa Vista asseguram que uma forma de gerar empregos e alavancar a economia local é investir em sectores estratégicos e aproveitar as potencialidades da ilha. Segundo os cabeças-de-lista do Partido Popular, do PAICV e do MPD, as medidas alternativas podem centralizar numa “forte” aposta nos sectores das pescas, da agricultura, da pecuária, do turismo e na diminuição dos impostos sobre as empresas.

Boa Vista: Candidatos apresentam estratégias para diminuir o desemprego no país

Partido Popular propõe a redução de impostos para desenvolver a economia e diminuir a taxa de desemprego no país

O cabeça-de-lista do Partido Popular pelo círculo eleitoral da Boa Vista, Sérgio Corrá, assegura que para gerar mais empregos no país é preciso apostar na formação de pessoas, no aumento do salário mínimo nacional e na diminuição de imposto sobre as empresas. Assim, o seu partido promete, caso vença as eleições deste mês, aumentar o salário mínimo para 20.000$00, criar oportunidades de negócios, e reduzir o IVA sobre os bares, restaurantes, hotéis e o turismo a 6%.

"Nós vamos apostar mais na formação de pessoas para que essas pessoas possam ter mais oportunidades no mercado de trabalho. Vamos aumentar o salário mínimo nacional para 20.000$00 e diminuir o imposto das empresas, porque se as empresas têm a possibilidade de ganhar mais e veicular mais dinheiro é claro que eles devem contratar mais pessoas. Precisamos diminuir os impostos e dar a possibilidade às empresas de investir mais, e assim dar mais oportunidade de trabalho. Assim, poderemos ter mais dinheiro no mercado, com o Governo a controlar toda a situação económica", salientou.

Segundo Sérgio Corrá, investir no turismo residencial é uma solução, quando a ilha da Boa Vista estiver toda ela requalificada. “Precisamos apostar num outro tipo de turismo, o Turismo residencial é uma opção, mas é preciso investir na requalificação urbana para que haja um interesse por parte dos estrangeiros”afirmou.

MPD afirma que retomar o turismo e desenvolver outros sectores é a chave para gerar empregos

Já o Movimento para a Democracia (MpD) afirma ser preciso promover a economia, retomar o turismo e investir em sectores estratégicos. O partido, pela voz de Elizabete Évora, cabeça-de-lista pelo círculo eleitoral da Boa Vista, refere que vencer a pandemia, formar pessoas e investir nos sectores das pescas e da agricultura é a solução.

"Nós sabemos que nos últimos anos a taxa de desemprego diminuiu, mas infelizmente veio a COVID-19 que deixou muitas pessoas desempregadas. Nós pretendemos fazer de tudo para retomar o turismo porque o turismo emprega a maioria das pessoas na ilha. E é claro, tentar focar em outros sectores para fazer crescer a economia e criar cada vez mais empregos. Apostar também na formação de pessoas", enfatizou.

PAICV promete vacinar 70% da população e retomar a economia para gerar empregos

Por sua vez, Walter Évora, cabeça-de-lista do PAICV pela ilha das Dunas afirma que vacinar 70% da população deve ser o primeiro passo a ser tomado quando se fala da diminuição do desemprego e retoma da economia. Ainda, o seu partido acredita ser preciso investir também em outros sectores da economia, como os das pescas e da agricultura.

" Boa Vista é uma ilha que depende muito do turismo por isso nós propomos levantar este sector com o plano de vacinação até outubro de 2020. O nosso desejo é ter 70% da população da ilha da Boa Vista e a nível nacional vacinadas, para podermos criar a imunidade de grupo e poder arrancar com a economia e com o sector do turismo, em particular, que está paralisado", salienta.

Daí que "nós propomos a diversificação da nossa economia local, porque nós temos uma economia muito dependente do turismo. A Boa Vista tem um grande potencial no sector da agricultura, no sector pecuário e das pescas. Boa Vista tem uma juventude vibrante e com vontade. Propomos também um forte investimento nas pequenas unidades hoteleiras, como residenciais", revelou Évora.

Candidatos fazem balanço positivo da primeira semana de campanha eleitoral

No tocante ao balanço da primeira semana de campanha eleitoral, Elizabete Évora, cabeça de lista do MPD pela ilha das Dunas, faz uma avaliação positiva, apontando, por outro lado, algumas inquietações. “Durante esta semana, nós conseguimos constatar que algumas instituições estão a se envolver na campanha eleitoral. Por isso, nós chamamos a atenção da CNE para fiscalizar porque nós estamos numa democracia, onde as instituições devem trabalhar somente naquilo que é realmente a sua obrigação”, revelou.

Segundo Walter Évora, as pessoas estão a receber bem a mensagem transmitida pelo PAICV, e têm manifestado um sentimento de mudança. "O balanço é extremamente positivo. Há uma grande adesão das pessoas, principalmente da juventude da ilha da Boa Vista que nos acompanha em todas as localidades. Mostram-se confiantes com a mensagem que nós estamos a passar. É visível que a população da ilha de Boa Vista quer mudança", exclama o representante do PAICV para quem "a população tem sofrido muito com esta Governação, principalmente nos últimos tempos, com esta pandemia sobre nós".

E frisa que "é uma população que se sente órfã do Governo. Nós queremos um Governo que trabalha para as pessoas e a Boa Vista está a passar por um momento muito difícil. Temos pessoas que diariamente têm que batalhar, têm que lutar para conseguir levar algo para casa.

E conclui que "as pessoas da Boa Vista estão a demonstrar que as coisas não têm que ser assim. Podemos ter um plano de apoio às famílias, às pessoas que estão desempregadas e que não conseguem aguentar nos próximos seis meses, portanto nós temos uma boa aceitação por parte das pessoas para a nossa candidatura. O que nos leva a fazer um balanço francamente positivo".

Já Sérgio Corrá, cabeça-de-lista do Partido Popular, explicou que as ações de campanha no terreno, numa altura em que já visitaram a maior parte das comunidades têm decorrido bem. "Nós passamos uma mensagem forte. No dia-a-dia as pessoas compreendem a nossa equipa. Nós temos uma grande equipe que trabalha de manhã e à tarde para passar a mensagem de forma clara", sustenta Corrá.

E afirma: "Nós não somos populistas por isso nós não dizemos às pessoas o que querem ouvir, mas sim, falamos sobre aquilo que é necessário para este país. O nosso interesse é melhorar este país. O Balanço é positivo porque a nossa intenção é de passar uma mensagem diferente para um país diferente. O importante é veicular qualquer coisa que no futuro vai ser aplicado", reiterou.

Campanha e UCID incontactável

Apesar do esforço, as várias tentativas de chegar à fala com o cabeça-de-lista da UCID, José Sousa, provaram-se inúteis até o fecho desta edição, pelo que fica a promessa de retomar o tema com a referida candidatura, assim que possível.

Entretanto, o jornal sabe que esta sexta-feira, 09, foi marcada com a chegada do presidente do partido, António Monteiro à ilha da Boa Vista, para uma visita de dois dias. Durante esses dias a comitiva da UCID estará nas zonas de Bofareira e Estância de Baixo.

Quanto à campanha eleitoral, desta sexta-feira, 09, a comitiva dos ventoinhas esteve em contatos porta-a-porta com o eleitorado de Sal Rei, enquanto que o Partido Popular visitou Estância de Baixo e o PAICV foi também à localidade de Sal Rei. Foto: Inforpress
LC/Redação

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project