SOCIAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Boa Vista: Ilha já conta com rede para combate ao abuso e exploração sexual da criança e do adolescente 29 Novembro 2020

Os órgãos da Rede Local de Combate ao Abuso e Exploração Sexual da Criança e do Adolescente na Boa Vista tomaram hoje posse, conferindo ao Lamine Fati a coordenação da mesma, numa cerimónia que aconteceu em Sal Rei.

Boa Vista: Ilha já conta com rede para combate ao abuso e exploração sexual da criança e do adolescente

No final da cerimónia, o coordenador da rede, Lamine Fati, defendeu, segundo a Inforpress, que a missão e objectivo principal da rede na Boa Vista “será de colaborar para reduzir, ou senão eliminar, os casos de abuso e exploração sexual das crianças e do adolescente, e promover a sua protecção”.

Este trabalho de prevenção, segundo ele, vai basear-se “em denunciar, atender, encaminhar, seguir, acolher e mobilizar a sociedade no cumprimento das políticas de prevenção e protecção da criança e do adolescente”.

“Esperamos com isto prestar a nossa contribuição para o fortalecimento e a integração da rede voltada para a protecção das nossas crianças contra o abuso e exploração sexual na Boa Vista”, afirmou Lamine, que espera contar com o apoio de todos os parceiros na ilha.

Deste leque de parceiros, indicou o Instituto Cabo-verdiano de Criança e Adolescente (ICCA), a Polícia Judiciária (PJ), a Policia Nacional (PN), Procuradoria Geral da República (PGR), a Câmara Municipal da Boa Vista, a igreja, monitoras de jardim e “as crianças que não tenham medo de fazer denuncias”.

Ainda na cerimónia que aconteceu no Centro de Arte e Cultura, houve a intervenção, através de vídeo-chamada, da presidente da Associação de Crianças Desfavorecidas (ACRIDES), Lourença Tavares, que sublinhou que “Cabo Verde tem que estar na linha da frente” nesse combate.

Em palavras dirigidas às crianças, o responsável ICCA na ilha de Boa Vista, Odailson Fortes, disse que “o esforço da instituição é no sentido de as crianças serem felizes e que estejam protegidas de todos os tipos de violência, para que amanhã sejam homens e mulheres saudáveis”.

Conforme ainda a Inforpress, o padre Adriano reforçou sobre “a consciência da importância do trabalho da rede para poder combater o mal social, que é o abuso e exploração sexual da criança e do adolescente”.

“É um problema global, estamos diante de um problema e há muitos estudos que poderemos beber para que, in loco, aqui na nossa realidade podermos ver melhores caminhos para isto, para o combate e a prevenção”, pontuou.

Enquanto que o presidente da câmara municipal Cláudio Mendonça, parabenizou a rede pela “grande, nobre e importante tarefa em ajudar o município” a proteger as crianças e adolescentes.

Na cerimónia de empossamento dos órgãos da Rede Local de Combate ao Abuso e Exploração Sexual da Criança e do Adolescente na Boa Vista, houve ainda espaço para recitação de poesia, música e dança de crianças de escolas da ilha.

Além de Mamadu Lamine Fati que vai coordenador a rede, este órgão local ficou ainda composto por, Carla Horta Varela como sub-coordenadora, Helsia Rodrigues Leitão como primeira secretária, Risolete Livramento Duarte, segunda secretária, Glena Andrade, tesoureira, e Ronilda Risete Rocha Oliveira, responsável pela Comunicação e Imagem, refere a mesma fonte.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project