REGISTOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Boda nigeriana: Filho do presidente Buhari casa com princesa filha do sultão 22 Agosto 2021

Yusuf Buhari e Zahra Nasir Bayero protagonizam um casamento inédito na história da Nigéria, que viu neste agosto pela primeira vez a união do poder régio-religioso e do poder presidencial. A cerimónia que teve lugar no palácio do pai da noiva, o Emir de Bichi, na província de Kano, contou com milhares de convidados, entre os quais estadistas, líderes religiosos, magnatas, o jet set, muitos deles chegados a Kano de avião privado.

Boda nigeriana: Filho do presidente  Buhari  casa com princesa filha do  sultão

Os noivos conheceram-se na universidade britânica de Surrey, tudo muito século XXI, mas a tradição impôs-se: a família do noivo pagou o meio milhão de nairas (117 mil CVE) fixado como o preço da noiva.

Segundo os entendidos, a princesa filha do emir custou o décuplo do preço médio na região nortenha da Nigéria.

Menos certeza existe sobre o número de jatos privados que engarrafaram o aeroporto internacional de Kano. Enquanto alguns media dizem que ultrapassaram a centena, a BBC cita uma fonte oficial que confirmou terem sido quarenta e dois.

Imoral

Muito século XXI foi também o vestido de rendas e transparências reveladoras do colo, cabeça e braços (foto ao alto, à d.ta). A noiva incluiu-o no portefólio pré-nupcial, o que desencadeou um tsunami entre os mais rigorosos observadores do preceito islâmico. "Imoral!", vociferaram.

O Sheikh com a função de comandante da Polícia da Moralidade — sim, existe — foi interpelado durante semanas sobre o seu silêncio. Para os mais indignados, o Sheikh estava a ser parcial por se tratar da "filha do sultão".

Por fim, o Sheikh Harun Ibn Sina utilizou a BBC para expressar que "a filha do sultão não está acima da lei" e que devia "liderar pelo exemplo se quer ser abençoada no seu casamento".

Ibn Sina não deixou de condenar também o "crime" praticado por "todos quantos publicaram as fotos e vídeos de Zahra Bayero" no vestido branco da controvérsia.

Alta segurança

Desde fins de 2014 têm sido frequentes os ataques terroristas em Kano, a província que é homónima da segunda maior metrópole nigeriana e a principal do norte do país. Domina a cultura islâmica na região que foi um reino desde o século XI até ao século XIX.

Daí a forte presença de diferentes ramos das forças armadas em toda a província, ao longo do fim de semana em que decorreu a boda entre a filha do emir-sultão e o filho do presidente que é garante da alternância muçulmano-cristã no poder de Estado.

Fontes: BBC/naira.ng. Fotos: O presidente e o emir-sultão. O palácio, a tenda e os guardas. O vestido imoral. Os noivos.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project