LUSOFONIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Brasil: Temporal faz 5 mortos no Rio, duas irmãs porque "sirene não tocou no Morro da Babilônia" — Prefeito Crivella faz mea-culpa 10 Abril 2019

O temporal em curso no município do Rio deixou, só na noite de domingo para segunda, pelo menos, cinco mortos. Um deslizamento de terra causado pela queda de árvores durante as chuvas intensas soterrou a casa onde estavam duas irmãs, numa favela conhecida por Morro da Babilônia, no Leme.

Brasil: Temporal faz 5 mortos no Rio, duas irmãs porque

O presidente da cidade maravilhosa, o prefeito Crivella, fez saber através das televisões que "lamentavelmente, não acionámos os alertas abaixo dos 39 milímetros" para o Morro da Babilônia onde morreram as duas irmãs. Prometeu que o Centro de Operações da Prefeitura irá "implementar em breve um sistema de sirenes para um nível adequado

A " revisão" vai elevar "o índice mínimo de chuva para sirenes tocarem em comunidades", que passa dos atuais 45 milímetros (mm) para 35 mm, já que as duas mortes ocorreram num bairro onde choveu 39 mm em uma hora (abaixo do índice em que as sirenes são disparadas, 45 mm).

Uma terceira vítima é o homem encontrado morto no bairro da Gávea. O corpo do malogrado, ainda não identificado, foi encontrado debaixo de um carro após o escoamento da água que encheu as ruas de diversos pontos da cidade.

A contagem prossegue esta terça-feira com mais dois registos de mortes: um homem eletrocutado no bairro Santa Cruz. Outro, na Ladeira do Leme, perto do shopping Rio Sul, onde "os bombeiros encontraram uma pessoa morta soterrada" (dentro) dum táxi, refere o Globo. Segundo a mesma fonte, é provável que a vítima mortal seja o taxista que transportava avó e neta desaparecidas desde domingo.

O Globo refere que dada a previsão de chuva forte para a cidade, as pessoas são aconselhadas a só saírem de casa em caso de extrema necessidade.

O estado fluminense, refere a mesma fonte, ’decretou ponto facultativo. Escolas municipais estão com aulas canceladas, assim como a maior parte das particulares’.

Desaparecidos

O Globo refere que "durante a madrugada de segunda-feira, moradores da comunidade ajudavam equipes do Corpo de Bombeiros" nas buscas de uma terceira pessoa, um homem de 42 anos, que ao ver uma árvore a cair sobre a casa entrou para ajudar as duas irmãs, e não mais foi visto, segundo os vizinhos.

"O morro está todo sem luz. E quando falta luz, a sirene simplesmente não toca", contou um dos vizinhos das malogradas.

Na noite de segunda, policiais da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) informaram que haveria ainda três crianças soterradas.

Fontes: referidas /redes sociais

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

publicidade

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project