LUSOFONIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Brasil: Lula não se vai entregar. Defesa entrou com pedido de habeas corpus 06 Abril 2018

Lula da Silva, antigo presidente do Brasil, referiu que não se vai entregar à Polícia Federal em Curitiba. A revelação foi feita durante uma conversa telefónica com o jornal Folha de São Paulo.

Brasil: Lula não se vai entregar. Defesa entrou com pedido de habeas corpus

Citado pelo Folha de São Paulo, o presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto, considera que "uma viagem do ex-Presidente a Curitiba teria dificuldades de logística e de segurança, especialmente depois da decisão de Moro de bloquear as contas" de Lula.

Conforme NM, estas declarações acontecem já depois da defesa de Lula ter entrado com um novo pedido de habeas corpus no Superior Tribunal de Justiça, avança a Globo.

Este pedido tem como objetivo evitar a prisão de Lula, que foi ordenada esta quinta-feira pelo juiz Sérgio Moro. Lula deveria apresentar-se até ás 17 horas locais (21 horas em Portugal Continental) desta sexta-feira na Polícia Federal em Curitiba para começar a cumprir a sua pena.

Os advogados de Lula entendem que ainda há recursos que devem ser apresentados no Tribunal Regional Federal e que a pena não pode começar a ser cumprida até que esses recursos sejam analisados.

"A emissão de um mandado de prisão nesta data contraria a decisão proferida pelo próprio Tribunal Regional Federal no dia 24 de janeiro, que condicionou a providência - incompatível com a presunção de inocência - de esgotar os recursos possíveis de serem apresentados para aquele Tribunal, o que ainda não ocorreu", lê-se num comunicado divulgado pela defesa de Lula antes de entrar com o pedido de habeas corpus.

Lula da Silva foi condenado em julho do ano passado pelo juiz federal Sérgio Moro a nove anos e seis meses de prisão pelos crimes de corrupção passiva e branqueamento de capitais no caso do apartamento triplex no Guarujá.

O juiz de primeira instância Sérgio Moro tomou como certo que o ex-Presidente recebeu um apartamento de luxo no litoral de São Paulo da construtora OAS, uma das envolvidas no esquema de corrupção na petrolífera estatal brasileira, conclui NM.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade
Cap-vert
Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project